Mais de 15.000 homens estão fazendo nosso curso online de estilo, para cultivar uma relação de mais confiança e liberdade com suas roupas. Inscreva-se também, é gratuito.

Ensaio celebra a beleza de homens gordos e pretos

Esquecidos pelo mercado, nós fizemos essa saída para mostrar que somos consumidores de moda e que precisam olhar para a gente.

Foto por Bruno Medino (@brunomedino)

Este vídeo foi feito com muito amor e carinho para representar cada amigo, irmão e profissional preto e gordo que existe no mercado. São tempos de exigir representatividade e de sermos representantes de uma construção social: O corpo gordo merece respeito, merece amor e viemos dizer que o corpo gordo é lindo sim!

A ideia foi fazer uma saída fotográfica no dia da consciência negra para celebrar a beleza de todos! Não importa altura ou peso, o importante  é mostrar caras da vida real, para o nosso público se sentir representado. Nós- homens pretos e gordos - precisamos dizer para os nossos: vocês são lindos e têm pessoas lutando por vocês.

A saída fotográfica também é uma forma de mostrar para os grandes lojistas (os chamados fast fashion) que nós somos consumidores, vivemos na moda, que nos interessamos por isso, e que divulgamos muito.

Muitas pessoas chegam ao meu perfil do Instagram pedindo dicas, do que usar, de como usar e, principalmente, onde comprar. Essas pessoas chegam até nós porque enxergam na gente um igual, uma referência.

E essas pessoas também sentem falta de se sentirem levadas em consideração pelas  fast fashion. Esses espaços são ruins mesmo para os magros: a parte masculina é sempre escondida, lá no fundão, tem poucas peças, pouca variação de tamanho.

Já é difícil ser homem e consumir moda, sendo gordo, fica mais difícil ainda. Usar acima de 50 parece ser crime. Quando encontramos algo que sirva, querer uma peça bacana, com um bom corte, estampa, algo que mostre nossa personalidade, é tão difícil que parece que é pedir de mais! Acabamos aceitando o básico... Por muito tempo aceitamos o básico.

As lojas de nicho que são plus size possuem um preço elevado e ficam muitas vezes no básico. Estamos cansados do básico. De básico aqui, os preto não tem nada.

Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)
Foto por Bruno Medino (@brunomedino)

 


publicado em 02 de Dezembro de 2019, 00:30
Akeen jpeg

Akeen

26 anos, ator, modelo e fashionista. Segue lá no insta: @KEENZAO


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura