Quer ser anfitrião de uma sessão independente de nosso novo doc "O silêncio dos homens" em sua comunidade? Se cadastre aqui! Já são mais de 400 pessoas voluntárias em todo o país.

Faça algo chato | Ignição #25

Acredite ou não, a chatice pode ser boa pra você.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Logo havaianas 130x50 png
  • 47 nh 1 png

Olá, amigos da Ignição!

Bem vindos a mais uma quinzena para a nossa querida coluna mão-na-massa.

No artigo passado nós iniciamos um grupo de Whatsapp para acompanhar as atividades da coluna. A ideia era começar com 20 pessoas, mas recebemos tantos pedidos para entrar que resolvi adicionar 40. O grupinho já está rolando e várias pessoas estão fazendo a prática dos 30 dias de gratidão. Todos os dias recebemos fotos das páginas do caderninho que mostra os motivos que cada um tem pra agradecer. Super bonito!

Por enquanto ainda estamos com o grupo fechado, mas temos uma fila enorme de pedidos para entrar. Assim que terminarmos essa primeira fase experimental, abrimos para mais gente. Aguardem. :)

Além disso, parece que a coluna anda pegando um fôlego super legal. Olha só esse comentário no último artigo, que lindo.

Agora, vamos à nossa prática.

Prática da semana: faça algo chato

Quantas e quantas vezes não martelam nos nossos ouvidos? Faça o que ama!

E a instrução é linda. Fazer o que ama é um ingrediente fundamental para conseguirmos sustentar ações por longos períodos. Você faz e de repente se alegra por ver a tal coisa pronta. 

Por outro lado, se estendermos demais esse raciocínio e focamos em fazer apenas o que gostamos, ficamos muito parecidos com a imagem arquetípica do menino mimado que faz bico ao menor sinal de contrariedade.

É impossível. A vida não se importa muito com o que queremos e nos empurra goela abaixo mil tarefas importantes que precisam ser feitas e são super chatas. Seja algo pontual, como ir ao cartório e lavar a calçada ou mesmo algo mais cotidiano, como o seu emprego de todos os dias, lá estão as tarefas chatas cutucando constantemente.

Assim, se não é possível evitá-las, é bom aprendermos a conviver com elas.

Um belo modo de fazê-lo é ver a chatice como treino.

Podemos olhar essas tarefas chatas como uma maneira de desenvolver a habilidade de sustentar energia mesmo quando o interesse é baixo.

Pode não parecer, mas essa habilidade é importantíssima e tem o potencial de ajudar em tudo, principalmente quando aquilo que você tanto ama fazer hoje se tornar justamente a tarefa chata do dia – se você tem um trabalho criativo, deve saber exatamente do que eu estou falando.

E quer definição melhor de disciplina do que agir mesmo quando não sente aquele impulso de energia que a empolgação gera? É justamente essa habilidade que queremos desenvolver.

Por isso, a prática da semana é: pegue uma tarefa chata que vem postergando há muito tempo e faça. Pode ser algo como ir aos Correios e enviar uma encomenda pendente, regularizar sua documentação ou até lavar o banheiro e colocar o lixo pra fora . Quanto mais aversiva a tarefa, melhor.

Durante a execução, observe seus mecanismos de procrastinação, veja se eles são os mesmos que constantemente atrasam outras tarefas importantes na sua vida. Você tem vontade de desistir? Sente o impulso de reclamar? Observe bem o seu corpo. Ele perde a força? Dá sono?

Depois, venha aqui e comente conosco as suas impressões. 

* * *

Bem, essa foi a prática da semana. Aguardo vocês nas caixas de comentários, contando sobre como foi a experiência fazendo aquelas chatices cotidianas.

Até daqui a 15!

Abraço!

* * *

O que é a coluna Ignição?

Resumindo: queremos iniciar processos de transformação por meio de ações práticas.

Aqui no Papo de Homem temos trocentos textos filosofentos falando de tudo. Agora, vamos pra outra abordagem.

Menos papo, mais ação.

Você está perdido e não sabe o que fazer da vida? 

Aqui vamos oferecer um ponto de partida, ações simples que você possa usar como um aquecimento, que coloque seus "músculos" no ponto para você gradativamente começar a lidar com seus problemas de frente.

Como funciona?

De duas em duas semanas vamos sugerir ações práticas acessíveis, para que você possa sair da inércia.

Depois, publicamos mais um artigo para conversar sobre a prática. Pedimos que venham no artigo e relatem, em detalhes, como foi a experiência. Vale qualquer coisa, inclusive e principalmente, se der tudo errado, pois é nessas horas que a gente precisa de apoio e a coisa de termos uma comunidade mais vai fazer sentido. Nos colocando em movimento vamos começar a descobrir irmãos, amigos, enfim, parceiros de transformação.

Com o tempo, vamos cultivar uma rede de parceiros, dispostos a transformar suas vidas e também conversarem sobre o processo todo como uma forma de se incentivarem e se apoiarem. 

A Ignição é incrível, onde encontro os experimentos anteriores?

Muito fácil! Basta entrar na coleção Ignição.

Já conhece o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH?

 
 
 
 
 
 
 

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

Para conhecer mais sobre o conteúdo do ebook e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 30 de Janeiro de 2019, 15:17
Avatar01

Luciano Ribeiro

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: