pepe mujica ensina o que é paz

e, ao ensinar o que é paz, explica também porque bolsonaro é necessário.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

“a paz é a existência de um equilíbrio razoável e de respeito mútuo, onde pessoas que pensam diferente dispõem de garantias mínimas que não lhes fazem perder a esperança de que o mundo e a realidade podem evoluir em direção ao que pensam, ao que sonham, ao que anseiam.”

em uma entrevista de pepe mujica, meu ex-presidente latinoamericano favorito, à revista bohemia, minha revista cubana favorita, tradução minha, disponível aqui.

* * *

quando me perguntam se acho que bolsonaro deve ser censurado, preso, proibido, sempre respondo que não:

porque é importante que as pessoas que pensam como ele tenham esperança razoável de que o mundo e a realidade podem evoluir em direção ao que pensam, ao que sonham, ao que anseiam.

porque, senão, aí sim é que vão sair às ruas de fuzil na mão.

* * *

versão original:

la paz es la existencia de un equilibrio razonable, de respeto mutuo entre los hombres que tienen diferencias, y con la existencia de mínimas garantías, para que esas diferencias no le hagan a cada cual perder la esperanza, de que el mundo y la realidad puedan evolucionar en el sentido de lo que uno piensa, o sueña, o anhela.

leia a entrevista completa: josé mujica, bosquejo para un retrato

* * *

ilustrações originais por flávia tótoli. confira o trabalho dela aqui e aqui.

* * *

imersão "as prisões"

as próximas imersões "as prisões" vão acontecer em areias, sp (a meio caminho entre rio e são paulo) e em viamão (a 20km de porto alegre), nos meses de junho, outubro e novembro de 2017.

para saber mais e se inscrever, assista o vídeo abaixo ou clique aqui:

Link Youtube | imersão "as prisões", de alex castro.

* * *

assine a newsletter do alex castro


publicado em 14 de Março de 2017, 13:50
File

Alex Castro

alex castro é. por enquanto. em breve, nem isso. // esse é um texto de ficção. // veja minha vídeo-biografia, me siga no facebook, assine minha newsletter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: