Pequenas vantagens e desvantagens de se comprar um carro zero

Do investimento ao financiamento e qualidade de vida. As dores e delícias e sair com carro novo da concessionária

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

O cheiro de carro novo existe e já até conseguiram embalá-lo em um spray. É sério isso. Há um cheiro artificial de carro novo e ele é bem parecido com o odor natural que somente aqueles que já entraram em um veículo zero sentiram. 

Tá sentindo?

Se você é um proprietário de um automóvel assim, então já até conviveu com um cheirinho desse.

O problema é que o ditado popular que diz "tudo que é bom acaba" também se aplica a este cheiro que vem de fábrica. Quem já não observou um dono de carro zero fazendo questão de conservar até o plástico dos bancos? Então, não é sem sentido dizer que a primeira vantagem de comprar um carro zero é pelo agradável cheiro (e outras coisas a mais) que ele tem.

Outras vantagens de um carro zero

Um carro zero deve precisar de muito menos manutenção do que um usado 

Peças novas estão evidentemente sem os desgastes do tempo e do uso. Aliás, tudo que vem em um carro novinho é zero de fábrica, até os bancos nunca foram usados e os pneus são os testados e aprovados pela fábrica.

O mesmo pode-se dizer do motor que nunca sofreu atrito e dos freios, que foram acionados apenas para testes.

Um carro zero sempre sai com a tecnologia de ponta 

Multimídias, câmera de ré, GPS de fábrica entre outras que até pouco tempo foram desejos expostos em filmes de ficção científica.

Evidentemente que isso encarece o produto final. Mas qual novo conforto é barato?

Por falar em barato e caro, uma vantagem do carro zero pode ser a satisfação do dinheiro bem gasto

Uma compra que vai melhorar a sua qualidade de vida.

 Por fim, uma boa vantagem de comprar um carro zero é que seus direitos de consumidor estão mais protegidos.

E quais as desvantagens de um carro zero?

Mas, manutenção é manutenção e conserto é conserto. O primeiro serve apenas para evitar o segundo. Alguns donos de carro zero têm reclamado do constante retorno do seu carro à concessionária autorizada quase sempre pelo mesmo defeito – ou até por "vários mesmos defeitos". Dificilmente isso acontece com um carro usado com a manutenção em dia.

Então, imagine  que você é mais um cliente que teve o prazer de sentir o cheirinho de carro novo, zero quilômetro, mas percebeu rapidinho que o carro pode merecer nota zero. Você não seria o único a passar por isso. A sensação de um dinheiro bem aplicado se transformar em arrependimento amargo é algo lamentável. Mas acontece.

Se pensarmos na compra de um carro zero como investimento econômico, a conclusão será que teremos um prejuízo. Eles é desvalorizado a partir do momento que saiu da loja autorizada. Alguns especialistas afirmam que ele desvaloriza até 20% assim que experimentar o asfalto pela primeira vez.

Ele não ganha um valor para fazer seu dinheiro crescer. Se for essa a sua intenção, prefira então comprar um carro usado, que pode esconder por trás da venda uma necessidade de quem vende, ou até mesmo comprar em um leilão, que sempre vende um carro apreendido por falta de pagamento e por um preço abaixo do mercado.  Mas isso implica em compra e venda, e não em um investimento no conforto de sua família.

Apenas não

Por outro lado talvez seja uma escada. Você pode comprar uma carro usado, vendê-lo mais caro, e fazer isso sucessivamente até ter dinheiro suficiente para comprar um zero.

A maior desvantagem de comprar um carro zero também se aplica na compra de um usado: o lucro exorbitante que um financiamento produz, para o banco, é óbvio. É apenas nessa situação que a compra de um carro vai dar retorno financeiro. Muitas vezes o deslumbramento que causa o cheirinho de carro novo, a expectativa de usufruir de novas tecnologias, o desejo de futuras viagens com conforto e segurança, tudo isso pode endividar uma família inteira.

Tal  financiamento pode multiplicar por quatro o custo do carro e o impacto no orçamento da família pode não ter retorno. Não tenha dúvidas: financiar um carro em época de juros altos, como a que vivemos hoje, é  um mau hábito que deve ser evitado.

O que fazer então?

Pessimismo? Não. Realidade seria o termo correto para as palavras acima. A maioria dos carros zero quilômetro causa mais alegria do que tristezas, desde que seja uma compra amparada por pesquisas. Então vejamos: preocupado com possíveis defeitos de fábrica? Pois pesquise qual marca tem menos reclamação no mercado e também fique atento aos seus direitos. Temos, aqui, duas matérias ainda de 2014, mas que podem servir de norte inicial: a primeira é uma matéria do Auto Esporte em que o Procon diz quais são as marcas que mais têm reclamações de clientes e quais menos resolvem os problemas de seus clientes. A outra, publicada no site da revista Exame, uma lista com os modelos "mais confiáveis" do mercado, ou seja, os que podem dar menos dor de cabeça para os clientes.

Uma fábrica com alguns recalls também pode significar fidelidade com seu consumidor. Recentemente uma grande fábrica americana foi investigada por demorar mais de dez anos para assumir um recall evidente e apontado constantemente pela imprensa e consumidores. Com certeza foi um baque na sua credibilidade. Mas vale apenas para alguns recalls e não muitos.

Mas se sua preocupação é com a desvalorização da sua compra, lembre-se que o investimento maior é na qualidade de vida que veio junto. E se você está muito preocupado com um financiamento, é sinal que se preocupa com seu futuro. Nesse caso você encontrará paciência no seu dia a dia para poupar dinheiro – e aguardar o momento certo para fazer a compra.


publicado em 23 de Agosto de 2015, 00:00
Fernando ivanenko

Fernando Ivanenko

23 anos de experiência em elétrica e eletrônica de automóveis. Além de carros, minha outra paixão é escrever. Resolvi juntar as duas coisas no blog Mãos ao Auto.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: