"Por que o mundo não aguenta mais os políticos?"

O jornalista Guga Chacra aponta alguns porquês do saco cheio das pessoas com a política

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

"O mundo não aguenta mais seus políticos. Não imaginem que seja algo restrito ao Brasil. O movimento anti-político afeta diferentes partes do planeta. Nos EUA, candidatos outsiders ganham força. No Reino Unido, também.

O mesmo vale para o Leste Europeu e para a França. Iraquianos não suportam mais seus políticos na zona verde em Bagdá. Os libaneses também não se consideram representados por seus deputados. E, obviamente, os brasileiros não toleram mais seus governantes."

O mundo passa mesmo por um momento de completa ebulição e pedidos de mudança. A estrutura política e econômica parece ter chegado em seu ápice de desgaste e, em breve, veremos uma virada nisso tudo. Para onde? Eu, particularmente e recolhido em minha ignorância e insignificância, não sei.

Mas o primeiro passo é sempre admitir. O que temos não tem mais para onde se expandir ou como tornar-se, mais uma vez, algo fresco.

Nesta citação aqui de cima, o Guga Chacra, colunista de relações internacionais do Estadão e jornalista da Globonews faz esse apontamento em um de seus últimos textos.

Por que será que não aguentamos mais os políticos?

"Alguns motivos indicam este movimento atual. Primeiro, a pulverização da informação e das opiniões. Hoje há uma cobrança muito maior durante 24 horas por dia dos governantes. Eles estão expostos o tempo todo. A cobertura é total e massacrante.

Em segundo lugar, a política, nos tempos de Silicon Valley, ficou no século passado. As pessoas vivem em um mundo diferente e mais avançado do que o dos governantes. Os partidos simplesmente não representam a população.

Pense rápido e diga se você se identifica com algum partido no Brasil?"

Barack Obama, um dos raros os líderes mundiais democráticos respeitados, segundo o Guga Chacra

Identificação. Vemos a completa falta de representatividade real na política já há anos. Homens brancos e de meia idade está na política e só. Isso reflete um congresso conservador, uma equipe ministerial com zero mulheres ou jovens ou negros. O Gustavo também fala disso:

"Por último, e talvez seja até o mais importante, jovens talentos não entram para a política. Preferem ir para a iniciativa privada ou para o terceiro setor. Por exemplo, um jovem da área de desenvolvimento econômico pode fazer muito mais pelo mundo na fundação de Bill Gates do que em um governo atrasado no México.

Ninguém quer se misturar com os corruptos."

É um fator importante. Muitos outros que possuem a vontade de fazer política e entrar mais fundo na política acabam ficando soterrados com a difícil escalada com muita vontade e pouca verba de campanha. 

E daí o entrave. 

O mundo pode não aguentar mais os políticos, mas acho que as pessoas, hoje, estão cheias de vontade de fazer política. Essa que temos, gasta velha e cansada, provavelmente não. Mas vontade política eu tô vendo é transbordar e de sobra.

Ainda bem.

Leitura que pode ajudar a repensar a política:


publicado em 27 de Maio de 2016, 00:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: