Ron de Jeremy Rum e "O Império do Grotesco"

Ron Jeremy Hyatt é um ator e diretor do cinema pornográfico conhecido por seu aspecto escroto-tarado-comedor. Adoradores de Onã, refresquem a memória [18+].

Já fez mais de 1500 filmes desde a década de 70. Ainda ativo do alto de seus 58 anos, atuou no recente Malice in Lalaland, com a deliciosa ninfeta Sasha Grey.

Sobreviveu à onda do HIV que dizimou grandes astros da indústria. Participou do "The Great Porn Debate" – iniciativa do caralho, por sinal. E, agora, lançou um rum com seu nome. As garrafas serão numeradas e produzidas em edição limitada. O produto foi notícia em uma porrada de sites mundo afora, incluindo alguns de respeito como o Uncrate e o PdH.

Um brinde à fodelança!

É o equivalente próximo a Alexandre Frota lançar uma marca própria de whisky com energético. Ou talvez Geisy Arruda lançando um perfume premium.

Repare, esses seres grotescos, fascinantes ou bizarros, após certo tempo, tendem a se tornar... marcas? Por que tais marcas são tão fascinantes? O rum foi apenas o chamariz para indicar uma das melhores leituras para interessados nesse questionamento: O Império do Grotesco, de Muniz Sodré. Bom proveito, são R$32,90 muito bem investidos.

Ou, se quiser ficar no rum, Dr. Drinks ensina como montar um bar digno de um ator pornô de terceira idade.


publicado em 09 de Fevereiro de 2011, 15:45
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura