São Paulo, a cidade dos rios de asfalto

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Quarenta e sete dias consecutivos de chuva. Entre 23 de dezembro de 2009 e 7 de fevereiro de 2010, choveu todos os dias.

Link Vimeo | Jardim Pantanal: 40 dias debaixo d'água (Crédito: issonaoenormal.com.br)

Sem ter para onde escorrer, a água transformou alguns trechos da cidade em verdadeiros piscinões e destruiu casas, derrubou encostas, causou prejuízo material e perdas de vidas. Na Grande São Paulo, essas chuvas de 2009-2010 mataram 44 pessoas – 29 morreram soterradas em deslizamentos de terra, 12 arrastadas por enxurradas, um afogado e um esmagado por uma árvore que caiu sobre seu carro.

E pensar que São Paulo já teve 1,5 mil quilômetros de rios. O que aconteceu com eles?

Foram asfaltados.

Link Vimeo | Rios estão debaixo de muitos do 17 mil quilômetros de ruas (Crédito: issonaoenormal.com.br)

Nesta semana eu encontrei um vídeo interessante sobre este tema. Entre Rios é um curta-metragem feito em 2009 como trabalho de conclusão de Caio Silva Ferraz, Luana de Abreu e Joana Scarpelini no curso em Bacharelado em Audiovisual no SENAC-SP. Nele, estudiosos explicam o que aconteceu com nossos rios e como eles foram ignorados no processo de expansão da cidade.

Link Vimeo |

Vale a pena assisti-lo e refletir: "É tarde demais para fazer alguma coisa?"


publicado em 25 de Outubro de 2011, 11:14
File

Rodolfo Viana

É jornalista. Torce para o Marília Atlético Clube. Gosta quando tira a carta “Conquiste 24 territórios à sua escolha, com pelo menos dois exércitos em cada”. Curte tocar Kenny G fazendo sons com a boca. Já fez brotar um pé de feijão de um pote com algodão. Tem 1,75 de miopia. Bebe para passar o tempo. [Twitter | Facebook]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: