Segunda vermelha

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Parece que hoje é dia de comemoração em torno do sangue. Não, não estamos falando de Osama Bin laden.

Hoje é dia de Campanha Segunda Vermelha, uma espécie de mistura de exaltação da capacidade da mulher conseguir liberar (involuntariamente, vale ressaltar) seus fluidos e discussão da menstruação que nos ocorre a cada mês. Com isso, todo aquele papo importante que vocês já conhecem: liberdade em relação ao próprio corpo, aceitação e mais coisas mil.

A campanha não me agrada em nada. E não é porque eu não acho o assunto importante: acredito que é uma questão de saúde pública que precisa ser discutida. No entanto, a abordagem desta campanha me parece superficial.

Existem mais mulheres valorizando a menstruação?

Quando vejo campanhas deste tipo, apesar de encabeçadas por gente interessante e feministas que considero, não entendo. Não entendo mesmo, porque este tipo de "orgulho vermelho" só faz com que mulheres que ainda não conhecem a causa feminista se afastem das ideias ótimas do feminismo. E achem que as feministas querem o massacre dos homens.

Vamos reverter o assunto e ter um dia da campanha dos fluidos masculinos. Fica patético, não fica? Então por que fazemos isso com a gente, mulherada?

Vamos discutir cientificamente. Mestruação acontece. Tendo orgulho ou não. Quanto mais se discute, se bate a cabeça na coisa, se faz site vermelho, acho que menos a coisa flui (com o perdão do trocadilho).


publicado em 02 de Maio de 2011, 20:06
File

Isabella Ianelli

Pedagoga interessada em arte e educação. Escreve no blog Isabellices e responde por @isabellaianelli no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: