A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Tem certeza que isso é urgente? (entrevista com Ulisses Zamboni) | Papo Executivo #4

Até pouco tempo, a visão que eu tinha sobre agências de publicidade era bem limitada e particular. Imaginava um lugar descontraído, com cerveja saindo das torneiras e gente bem vestida esperando insights rápidos e matadores que resultariam nas propagandas que assistimos todos os dias.

Passei a frequentar algumas delas, conhecer um pouco do que acontece nos bastidores e encontrei um cenário bem diferente: longas jornadas de trabalho com trocas muitíssimo frequentes de emprego, tendo como pano de fundo um mercado extremamente agressivo e dinâmico.

O quarto episódio do Papo Executivo foi gravado junto com o Ulisses Zamboni (ou Uli, como é conhecido na publicidade), que conhece bem como o jogo funciona, mas parece que encontrou uma maneira bem saudável de lidar com isso. Ele teve passagem por algumas das maiores agências do país, trabalhou nos Estados Unidos e na Europa e hoje é presidente da Santa Clara. Além da cadeira que ocupa na agência, ele é professor da Miami Ad School e palestrante frequente dos maiores eventos relacionados a comunicação do pais.

Em 2008, ganhou o Caboré, considerado a premiação mais importante da publicidade brasileira, na categoria de Melhor Planejador.

Distante de uma conversa estritamente racional sobre métricas e KPIs, sobrou tempo para falarmos sobre carreira, empatia, motivação e paixão pelo trabalho.

Agradecimentos ao Uli pela entrevista e por compartilhar um pouco da sua experiência.


publicado em 24 de Outubro de 2013, 21:53
Eduardoamuri

Eduardo Amuri

Autor do livro Dinheiro Sem Medo. Se interessa por nossa relação com o dinheiro e busca entender como a inteligência financeira pode ser utilizada para transformar nossas vidas. Além dos projetos relacionados à finanças, cuida também da gestão dO lugar.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura