Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Vício de indignação

Conheço cada vez mais pessoas que não saem de casa sem uma xícara de café e uma carreirinha de indignação.

Tenho cada vez mais pessoas amigas assim:

Acordam e já vão para a internet ver qual é a indignação do dia (padilha atacado no restaurante, paulistas reclamando de ciclovia, machistas contra madmax, blackface nos palcos, etc), passam os olhos por algumas notícias sobre o tema, vão entrando num frenesi justificado de indignação (porque tudo isso é um absurdo mesmo), compartilham os textos mais indignados, xingam muito no Facebook e no Twitter, e aí, ufa, é como um orgasmo, se acalmam, se sentem com o dever cumprido e vão trabalhar de alma lavada pelo resto do dia.

É como se a indignação fosse um baseado que precisassem dar uma tapinha toda manhã, pra sentir aquela onda cada vez mais necessária de pelo-menos-fiz-alguma-coisa.

(Me incomoda não a indignação, que é justificada, mas a dependência.)

Hoje em dia, na minha vida, continuo lutando nessa mesma guerra, mas escolho as batalhas com mais cuidado.

Então, por favor, não me mostrem a indignação do dia e peçam pra eu me pronunciar. Prefiro não saber e, se souber, prefiro não falar nada.

“Papai, papai, o que você fez durante a luta contra o fascismo?”

“Xinguei muito no Twitter, minha filha.”

* * *

Pós-escrito necessário sobre carapuças

Um dia, escrevi um texto sobre uma amiga que destratava a faxineira.

Aí, uma outra amiga me escreveu indignada por eu ter dito que ela destratava a faxineira.

E eu perguntei: fulana, você destrata sua faxineira?

"Você sabe que não, Alex! Jamais!"

Pois é, como o texto é sobre uma pessoa que sim destrata a faxineira, então, logo, por definição, o texto não é sobre você. A questão mais interessante é: por que VOCÊ achou que era? Você acha que você destrata sua empregada?

Aliás, dado que você não destrata sua faxineira, teoricamente por saber que isso é uma coisa feia que não deve ser feita, qual é o seu problema em eu escrever textos criticando essas outras pessoas (que não são você!) que destratam suas empregadas?

* * *

Substituam "destratar a faxineira" por literalmente qualquer coisa.

Tenho uma interação parecida a quase todo texto que escrevo.

* * *

assine a newsletter do alex castro


publicado em 21 de Maio de 2015, 14:05
File

Alex Castro

alex castro é. por enquanto. em breve, nem isso. // esse é um texto de ficção. // veja minha vídeo-biografia, me siga no facebook, assine minha newsletter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura