Álbum de figurinhas: Marcos Sonek e o gasta e ganha da Copa

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Estampada em um muro do outro lado da avenida, a onça pintada espreita, matreira, o movimento da Arena Amazônia. Marcos Sonek, autor da ilustração bancada por um dos maiores patrocinadores do Mundial, faz o mesmo com a realização da Copa.

A onça de Marcos

Embora na certidão de nascimento conste o Rio de Janeiro, o artista que também atende por Quinho se preocupa mesmo é com os rumos e as escolhas recentes de Manaus, a cidade que chama de sua.

Ex-professor de grafite, sabe que os quatro jogos que os manauaras sediam renderam 10 trabalhos que, para ele e seus amigos, valeram por 100. Ao mesmo tempo, a consciência o faz se indignar com os desvios de verba que resultam na precariedade da saúde, sucateamento da educação e a construção de uma ponte que custou o suficiente para duas. Mas se o coração de alguém pode ser grande o suficiente pra duas cidades, também pode ser para dois sentimentos.

Marcos

Para alguém que lida com muros, a esperança é que a parede entre um tipo de investimento e o outro, menos colorido mas mais duradouro, seja derrubada logo.

* * *

manaus

Uma Copa do Mundo se faz com pessoas.

As que entram em campo, as que viajam para testemunhá-la, as que enchem as ruas, as que se voluntariam, as que torcem e as que veem no evento uma oportunidade para garantir seu sustento ou para extravasar.

A seção “Álbum de Figurinhas” pretende contar, com um microrrelato artesanal e um retrato por dia, a história de algumas dessas pessoas, muitas vezes invisíveis, que povoam os bastidores da Copa do Mundo do Brasil.

Para ler todos os textos, basta entrar no nosso Álbum de Figurinhas.


publicado em 14 de Junho de 2014, 23:10
Ismael veredas corte jpeg

Ismael dos Anjos

Ismael dos Anjos é mineiro, jornalista e fotógrafo. Acredita que uma boa história, não importa o formato escolhido, tem o poder de fomentar diálogos, humanizar, provocar empatia, educar, inspirar e fazer das pessoas protagonistas de suas próprias narrativas. Siga-o no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: