Já está no ar nosso curso online de estilo “Mas você vai de chinelo?”. Inscreva-se agora! É gratuito e é pra todos os homens!

Comentários no PdH viram tema de pesquisa dentro e fora do Brasil. 

Análise de mais de 200 mil comentários do site aponta que 1 a cada 11 comentários expressam gratidão.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 47 nh 1 png
  • Logo havaianas 130x50 png

Ficamos imensamente felizes quando descobrimos que dois pesquisadores brasileiros — Pedro Burgos e Felipe Sousa de Andrade — se dedicaram a estudar a caixa de comentários do PdH. 

O Felipe Sousa de Andrade usou os comentários do site para desenvolver sua pesquisa de mestrado na área de linguística da Unesp de Araraquara, investigando como nossos leitores completavam as matérias com suas contribuições. 

Já o Pedro Burgos, que é jornalista e professor convidado do Insper, criou a ferramenta "Impacto" e a utilizou para analisar 12 anos de comentários no PdH (foram mais de 200 mil). Ele investigou como os comentários expressam o impacto que os textos do portal tem sobre nossos leitores.

Nós, aqui da redação, sempre fazemos um grande esforço para garantir que o espaço de comentários seja o mais construtivo e participativo quanto possível e, por isso, nos orgulhamos de ver que o quê estamos construindo esteja sendo reconhecido e investigado.

A nossa caixa de comentário e a pesquisa do Pedro foram, inclusive, apresentadas e noticiadas internacionalmente pelo Internacional Center for Journalists (Centro Internacional para Jornalistas). Olha só o que a ICFJ falou sobre nosso trabalho: 

“Enquanto os comentários online não são exatamente famosos por sua sensatez, uma revista brasileira digital para homens usou sua sessão de comentários para construir uma comunidade bem-sucedida de suporte que melhora a vida dos leitores.” 

A ferramenta desenvolvida por Pedro, Impacto, usa automação para achar sinais de como o jornalismo pode gerar impacto positivo. Ele conta como as informações da ferramenta podem ajudar os próprios veículos a melhorar as relações de confiança com seus leitores:

“Acreditamos que se os veículos de mídia conseguirem melhorar como medem seu impacto e, em seguida, comunicar isso a sua audiência, poderão fortalecer a relação de confiança na mídia e melhorar a percepção sobre o porquê as pessoas deveriam apoiar o jornalismo.”

Para realizar essa análise, Pedro, junto do desenvolvedor Bernardo Vianna, esteve em contato conosco do PdH para, juntos, pensarmos em métricas que indicam mudança de comportamento e gratidão nas respostas aos artigos. 

A ferramenta Impacto buscou mais de 226.000 comentários da nossa caixa e, nestes, cerca de 20 mil (ou um a cada onze) incluíam a palavra “Obrigado” ou outra expressão de gratidão. 

Como bem disse nosso querido Guilherme Valadares, em entrevista ao ICFJ, a ferramenta nos ajuda a entender melhor nosso valor e a percepção da comunidade sobre nosso trabalho. “Cliques e views não nos dizem o quanto nós estamos impactando a vida de nosso leitores.”

Voltando a dissertação de Felipe Sousa de Andrade, ela se chama “O comentário no site www.papodehomem.com.br: reflexão sobre prática de escrita e leitura, gênero discursivo e contínuo dialógico” e foi defendida em 2016 na Unesp. 

Observando que os comentários aqui da casa apareciam como um complemento ao texto, Felipe analisou como eram as práticas de escrita e leitura na internet, tentando entender se os comentário chegavam a uma “continuidade” do próprio texto e/ou um gênero de escrita (com estilo e lógica própria).

Nas suas conclusões ele mostra que os comentários dão continuidade ao texto na medida que criam um diálogo, uma conversa. Mais do que um estilo de texto, nos comentários se observa a troca de idéias por “turno de fala”. Além disso, nestes comentários os leitores estariam colocando seus valores, opiniões pelas quais são responsáveis como indivíduos. 

Queremos agradecemos de coração a estes dois pesquisadores que se dedicaram a olhar com carinho e precisão científica para nossa caixa de comentário.

Pra seguir valorizando este espaço do qual tanto nos orgulhamos, queremos saber de você, leitor, o que acha da nossa caixa de comentários? Ela já te ajudou? Já fez você se sentir em casa? Ou não? O que você diria que pode melhorar este espaço?


publicado em 20 de Agosto de 2019, 17:35
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: