A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Como fazer almôndegas, bola de carne, porpeta: a receita mais fácil de fazer do mundo todo!

É por essas e outras que eu gosto do BuzzFeed e você também. No meio de toda a pataquada contida nas centenas de atualizações diárias, você acha algo verdadeiramente usual.

Nesse caso, o assunto é comida.

Na semana passada, eles publicaram um post sobre como fazer almôndegas em 4 etapas.

"Almôndegas são o tipo de coisa que você realmente não precisa de uma receita para fazer."

Gênios. Para tal, eles listaram quatro ítens e quatro etapas:

Itens

1. Alguma carne. Cerca de um quilo (quanto mais gordurosa melhor, mas se estiver usando carne com menor teor de gordura -- ou carne branca em vez da vermelha -- você precisa adicionar um pouco de tempero extra); 

2. Algo para ligar a carne (ovos, farinha de rosca, talvez massa de tomate). 

3. Tempero (comece com cebolas e desenvolva a partir daí); 

4. Queijo.

Etapas

1. Cozinhe a cebola no óleo: uma vez que eles se suavizou, deixe esfriar;

cebola

2. Misture tudo junto;

mistura

3. Forme em bolas (com as mãos mesmo, mantendo tamanhos uniformes pra fritar por igual);

bolas

4. Fritar! Bote óleo na sua frigideira (o suficiente para cobrir as bolas até a metade). Aqueça o óleo até que esteja brilhando e adicione as bolas, uma a uma. Vai virando com uma espátula de tempos em tempos

frita

"Teste o cozimento em uma almôndega sentinela após dez minutos. Se for feito, está feito.
Agora vá fazer macarrão e comer!"

pasta


publicado em 21 de Maio de 2013, 09:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura