"Decidi terminar logo antes dela ser diagnosticada com depressão. E agora?" | Mentoria PdH #22

"Não acredito que seja o momento propício, por outro lado, também não quero permanecer nessa situação ou postergar o namoro por pena"

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Nota editorial: peço desculpas pelo Mentoria ter saído quarta e não na segunda, como é de praxe. Nosso principal editor da casa, Luciano, está tirando merecidas férias e os pratos se acumularam por aqui.

Quem nos acompanha no Instagram tem notado nossa presença constante em eventos e viagens realizando workshops e palestras sobre masculinidades.

* * *

Pergunta da semana:

"Estou numa grande sinuca de bico. Não sei o que fazer...

Me relaciono há 1 ano e 9 meses. Por umas e outras, reconheci que este namoro já não é o que eu quero para minha vida e acredito até que ela desconfie disso também. Porém, quando realmente tomei ciência disso, ela foi diagnosticada com depressão, sofrendo até algumas crises e tem dito que os pensamentos de suicídio são constantes.

Agora, estou naquela situação em que quero terminar, porém, não acredito que seja o momento propício. 

Por outro lado, também não quero permanecer nessa situação ou postergar o namoro, também por achar que não é justo com ela, manter essa situação por uma possível pena.

No meu lugar, o que fariam?"

— Matheus

Complemento especial sobre suicídio:

Setembro amarelo é o mês nacional de conscientização sobre suicídio. Temos dois artigos na capa sobre isso:

Como responder e ajudar no Mentoria PdH (leia para evitar ter seu comentário apagado):

  • comentem sempre em primeira pessoa, contando da sua experiência direta com o tema — e não só dizendo o que a pessoa tem que fazer, como um professor distante da situação
  • não ridicularizem, humilhem ou façam piada com o outro
  • sejam específicos ao contar do que funcionou ou não para vocês
  • estamos cultivando relações de parceria de acordo com a perspectiva proposta aqui, que vai além das amizades usuais (vale a leitura desse link)
  • comentários grosseiros, rudes, agressivos ou que fujam do foco, serão deletados

Como enviar minha pergunta?

Você pode mandar sua pergunta para posts@papodehomem.com.br .

O assunto do email deve ter o seguinte formato: "PERGUNTA | Mentoria PdH" — assim conseguimos filtrar e encontrar as mensagens com facilidade.

Posso fazer perguntas simples e práticas, na linha "Como planejo minha mudança de cidade sem quebrar? Como organizar melhor o tempo pra cuidar de meu filho? Como lidar com o diagnóstico de uma doença grave?" ?

Queremos tratar também de dificuldades práticas enfrentadas por nós no dia-a-dia.

Então, quem tiver questões nessa linha, envie pra nós. Assim vamos construindo um mosaico mais amplo de assuntos com a Mentoria.

Essa Mentoria é foda. Onde encontro mais perguntas e respostas? Quero ler todas.

Só entrar na coleção Mentoria PdH, queridão.

Matheus, um presente pra você:

Vamos oferecer o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH.

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

Para conhecer mais sobre o conteúdo do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 26 de Setembro de 2018, 10:32
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: