A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Futebol americano e dez razões para adorá-lo

Alguns bons motivos pra você perder o preconceito com o futebol que os gringos inventaram

O Super Bowl 50 rola nesse domingo no meio do Carnaval, mas quem é fã da NFL ou quer conhecer um esporte apaixonante não quer saber de ziriguidum nenhum, quer mais é saber quem vai ganhar: Broncos ou Panthers?

Nesse ritmo, nossa equipe está de folga, mas revivemos esse artigo da aqui de casa de 2011 pra você ter certeza de que não somos modinha.

***

No final do século XIX, um derivado do rugby foi criado nas universidades americanas: o futebol americano. Lá, o jogo foi se adaptando e ganhando cada vez mais adeptos, se profissionalizando e se tornando o esporte mais popular nos Estados Unidos. Hoje em dia, o futebol da bola oval é bem diferente daquela época e ficou ainda mais interessante e espetacular.

As primeiras transmissões do esporte aqui na América do Sul foram feitas em 1969 pela TV Tupi. Não eram transmissões ao vivo e o narrador não tinha nenhum conhecimento sobre o jogo. Mas nos últimos tempos, com melhores recursos e profissionais, a popularidade do Futebol Americano no Brasil vem crescendo de forma muito acentuada, principalmente na última década.

São centenas de brasileiros (e brasileiras também) que acompanham os jogos transmitidos pela ESPN, que renovou seu contrato com a NFL e transmite uma quantidade de jogos 'nunca antes vista na história de nosso país'. Ou seja, não existe momento melhor para começar a acompanhar o esporte. Veja os 10 principais motivos pelos quais você deveria começar a assisti-lo.

10. Halftime Show

Link YouTube | No Super Bowl é ainda melhor

Os shows do halftime são um elemento tradicional nos jogos de futebol americano. Com banda e cheerleaders se apresentando nos intervalos, eles são apenas uma parte de grande espetáculo que é um jogo de futebol americano. 

9. Rivalidades

Eu sei em que em muitos esportes existem rivalidades seculares, mas em quantos deles é permitido derrubar o oponente no chão com toda a sua força? Jogos entre Steelers e Ravens, por exemplo, normalmente acabam em sangue.

Um jogo de futebol americano é brutal, mas a brutalidade assume proporções enormes quando dois rivais se enfrentam, tornando o jogo ainda mais impressionante.

8. Inovador

O futebol americano é um jogo com tradições de longa data, mas a NFL nunca teve medo de mudar regras e se ajustar para melhorar o jogo. Um dos melhores exemplos é o auxílio tecnológico para diminuir os erros de arbitragem – os próprios técnicos podem desafiar as decisões, como no tênis. Essa discussão ainda está bem longe de ter um fim aqui no futebol brasileiro, mas por lá, tudo vale para melhorar o espetáculo.

7. Superação da natureza

São poucas as situações em que um jogo de futebol americano é cancelado, apenas acontece em situações extremas como furacões ou terremotos. Isso gera situações interessantes e jogos em condições extremas, como no famoso Ice Bowl, quando os times jogaram com a temperatura em 26ºC negativos.

Link YouTube | Conheça a história do fatídico dia em que isso aconteceu

O mais legal é perceber que, independente das condições do tempo, sempre vai haver um estádio lotado de fãs acompanhando a NFL.

6. Esporte físico

Futebol americano é um esporte de contato, é preciso força física. Mas além disso, é preciso resistência e um controle corporal fantástico. Tamanho nem sempre é documento na NFL, o que importa é como o jogador aplica a força.

Não é nada raro ver um jogador pequeno levantando algum gigante em campo, elevando não só o brutamonte, mas também toda a torcida.

5. Superação pessoal

Muitas lesões acontecem na NFL, algumas bem graves e, para alguns jogadores, as contusões são apenas mais uma oportunidade para se superar. Para todo mundo que joga futebol americano, ou qualquer esporte de contato, suportar a dor é normal. Mas tem gente que vai além: em 2011, um quarterback (posição ofensiva no futebol americano) fraturou a costela e teve o pulmão perfurado, mas ainda voltou para ajudar o time a virar o jogo.

Nos anos 70, um defensor jogou três jogos com a perna quebrada.

4. Esporte tático

Erra quem acha que futebol americano é só violência. O jogo se aproxima tanto de uma partida de xadrez como de uma guerra. Há coordenadores ofensivos e defensivos e uma infinidade de formações à disposição deles. Saber que jogada usar em que situação e saber gerenciar bem o tempo é chave para a vitória.

3. Esporte preciso

De nada adianta ter a estratégia certa se a jogada não é executada com precisão. E na NFL, um segundo atrasado, um passo a frente pode mudar todo o papo. O vídeo agora é a última jogada da final da temporada de 2008, esse touchdown deu a vitória ao Pittsburgh Steelers.

Link YouTube | Tudo acontece muito rápido e preciso. Ainda bem que existe o replay pra ajudar a ver a coisa toda

Reparem como o passe foi perfeito, em um lugar onde os três defensores não alcançavam.

Reparem ainda como o recebedor pega a bola e consegue encostar os dois pés dentro de campo mantendo o controle da bola (requisito para valer a recepção). As jogadas no futebol americano funcionam como uma orquestra, a partitura tem que estar em ordem e os elementos devem tocar impecavelmente para que tudo dê certo.

2. Imprevisível

Na NFL nada é certo. Aquele time que você acredita que não tem chance de ganhar nenhum jogo pode vencer todo mundo. Um time que há um ano atropelava os adversários agora pode sofrer contra as equipes consideradas mais fracas.

E o exemplo perfeito é o Super Bowl 42, em 2008. Naquele ano, o New England Patriots teve uma campanha perfeita, chegara à final com 18 vitórias e nenhuma derrota, entrava como favorito absoluto contra o modesto New York Giants que tinha um time bem inferior no papel. Com uma defesa implacável o time de Nova Iorque parou o melhor ataque da história da liga e saiu campeão da NFL, em um jogo emocionante.

1. Estimulante

Qualquer um que tenha um vizinho fã da NFL sabe disso. É comum durante os jogos gritar e pular do sofá com o desenvolvimento de uma jogada. Não é raro momentos que tiram o fôlego e mudam o rumo da partida.

Link YouTube | Se tivesse mais 100m de campo, ele chegaria do mesmo jeito

Percebam como uma jogada que parecia que não ia dar em nada se tornou uma corrida espetacular que decidiu o jogo para o não favorito Seahawks nos playoffs.

E nada melhor que fechar uma lista dessa com o bom e velho top 10 de melhores jogadas. E você aí, achando que a NFL era coisa de americano bobo.

Link YouTube | O bom e velho top 10

***

Faltou algum bom motivo? Adiciona aí nos comentários.

Quem ganha? Broncos ou Panthers?


publicado em 09 de Outubro de 2011, 05:01
27dad7a25c70a7b7cf207834ffdd2565?s=130

Pedro Argento

Carioca, adora esportes radicais e é viciado em futebol americano. Nunca perde uma boa saída com os amigos, adora ir ao cinema e é administrador e escritor do site "oquarterback.com". Nas horas vagas é estudante de engenharia.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura