Grupo de pesquisa cria aplicativo para tratar dependentes químicos

A proposta é incluir pessoas que não conseguem vaga ou moram longe dos serviços de tratamento

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

Um grupo de pesquisa quer ajudar no tratamento de pessoas que possuem dependência química usando um método não muito convencional. Trata-se do BeOK, aplicativo desenvolvido por alunos da USP e idealizado pela coordenadora do setor de Psicologia do Grupo Interdisciplinar de Estudos em Álcool e Drogas, Flavia Serebrenic Jungerman.

A ideia é construir uma ferramenta que seja tão eficaz quanto um tratamento presencial, com funcionalidades que tragam autonomia. Conversamos com William Almeida, membro da equipe responsável pelo desenvolvimento do aplicativo, e ele explicou que faz parte do propósito do projeto colocar os dependentes químicos no controle de suas próprias metas. "Assim, os usuários em tratamento podem fazê-lo em seu próprio ritmo e avaliando seu próprio progresso", disse.

Atualmente existem diversas opções de tratamento, como grupos de conversa, apoio e intervenções clínicas. Os CAPs, por exemplo, são Centros de Atenção Psicossociais que oferecem apoio médico, distribuição de medicamentos e atenção para a família, tudo pela rede pública de saúde.

Mas, segundo William, a intenção é tornar o app uma ferramenta a mais no combate aos vícios. "A ideia não é acabar com o tratamento convencional mas, sim, incluir pessoas que não conseguiram vagas ou que moram em regiões em que não há oferta do serviço."  

O BeOK já tem protótipo, mas ainda está em fase de testes. Enquanto esse projeto não avança, pontuamos alguns links que podem ser úteis caso haja necessidade ou interesse.

É importante ficar atento ao que está acontecendo com amigos ou familiares ao redor e descobrir novas maneiras de enfrentar essa questão. Compartilhar esse tipo de informação pode sempre ser útil para alguém da sua rede. 

Links úteis para quem quer procurar ajuda no tratamento :

- Observatório Brasileiro de Informações Sobre Drogas

- Programa Crack (tratamento)

- Política sobre drogas: prevenção, tratamento e redução de danos

- Onde buscar ajuda: Redes de atendimento governamentais e não-governamentais

- Serviço de informações e orientações sobre drogas por telefone: 132

Para ler mais sobre o assunto:

- Entendendo um pouco sobre o vício e algumas saídas

- "Tenho um amigo viciado em drogas" | ID #38

- Eles bebem, cheiram, fumam e gravam tudo para o Youtube

- Um pequeno case sobre o comércio ilegal da maconha


publicado em 30 de Março de 2017, 16:10
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: