Mais de 15.000 homens estão fazendo nosso curso online de estilo, para cultivar uma relação de mais confiança e liberdade com suas roupas. Inscreva-se também, é gratuito.

Jon Hamm: o cara de Mad Men finalmente venceu um prêmio por interpretar tão bem a derrota

Don Draper sempre foi aquele amigo que conta vantagem, mas acabou de se dar mal

Jon Hamm finalmente tem um Emmy de melhor em série dramática para colocar na prateleira. 

Foram sete temporadas memoráveis na pele de Don Draper, aquele influente e genial publicitário que vê facilidade em vender qualquer produto (incluindo a própria sexualidade), mas foge dos próprios problemas como o diabo foge da cruz.

Draper tinha mulheres, dinheiro, era sócio de uma agência no coração consumista do planeta e gente em quem mandava e desmandava.

Ou melhor: essa era a aparência que ele vestia. De dentro é sempre mais difícil, né?

Não mostrar fragilidade, não assumir a própria identidade, precisar forjar um ser indestrutível e independente. Não é nada fácil.

Jon Hamm conseguiu dar cores ao sucesso com uma inevitável sensação de que a derrota está sempre na próxima esquina.

Por que o cara que diz isso:
 



Sempre quis dizer isso:

 

Agora, se você ainda não viu Mad Men, já está mais do que na hora de correr atrás do tempo perdido.


publicado em 21 de Setembro de 2015, 11:18
Foto perfil jpg

Rafael Nardini

Torcedor de arquibancada, vegetariano e vive de escrever. Cobriu eleições, Olimpíadas e crê que Kendrick Lamar é o Bob Dylan da era 2010-2020.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura