Já está no ar nosso curso online de estilo “Mas você vai de chinelo?”. Inscreva-se agora! É gratuito e é pra todos os homens!

“Mas você vai de chinelo?” | Inscreva-se agora no nosso curso de estilo online gratuito

Temos um convite para quem deseja se comunicar melhor por meio das roupas e quer receber dicas práticas, diretas e gratuitas para encontrar e aprimorar o próprio estilo.

Pouco mais de um mês atrás, publicamos um texto aqui no PdH convidando toda a nossa rede de leitores a se inscrever para uma vaga em um curso gratuito de moda e estilo em São Paulo. É o "Mas você vai de chinelo?", um curso preparado em parceria com Havaianas, que colocaria 15 homens de frente para especialistas em temas como imagem, cores, modelagens e tendências.

As centenas de fichas de inscrições chamaram atenção por vários motivos. Um deles foi a quantidade - não imaginávamos que tanta gente se interessaria por uma imersão presencial nesse tema. O outro foi ver, entre os mais de 600 candidatos, quantos se consideravam mal-vestidos.

Um contou que se achava um "jeca tatu". Outro se referiu a si mesmo como "desleixado". Diversos homens escreveram que estão a fim de encontrar um estilo próprio ou ser mais ousados, mas não sabem por onde começar. Alguns disseram que andam com a autoestima baixa porque não conseguem se expressar bem por meio das roupas.

Deu pra notar que uma boa parte do abismo que afasta os homens do guarda-roupas é falta de informação (e talvez uma certa preguiça de ir atrás desse conhecimento).

O cara que nunca parou para pensar direito no próprio estilo talvez não consiga mesmo escolher a camisa mais adequada para o seu tipo de corpo ou uma calça que caia bem, e provavelmente vai vacilar nas combinações. E aí, a mensagem que ele passa para o mundo acaba ficando meio confusa, ou até contraditória em relação a quem ele é.

Se a falta de informações simplificadas e diretas sobre estilo e autoconhecimento era um problema, já não é mais: os 15 escolhidos para a parte presencial do curso já começaram a se encontrar.

Agora, queremos convidar você para participar da parte online do "Mas você vai de chinelo?". A partir de hoje, você pode se inscrever aqui e assistir às 20 aulas que preparamos com bastante cuidado para te ensinar a encontrar seu estilo, mostrar que dá para andar bem vestido sem estar de roupa social, e te dar mais autonomia para escolher melhor o que vestir em qualquer ocasião. Vamos lá?

Aprenda o que combina com sua personalidade e escolha o que vestir sem medo de ser feliz. Foto: Ismael dos Anjos

Como o curso funciona?

De olho nos principais desafios que um homem enfrenta na hora de escolher uma roupa, separamos 20 tópicos. Cada um deles rendeu um vídeo inteiro, mas não se preocupe, eles são curtos, e vão direto aos pontos essenciais em menos de 3 minutos.

Quando você completar sua inscrição, já terá acesso aos primeiros vídeos. E tem muito mais no forno. Assim que um novo conteúdo for liberado, você vai receber pelo e-mail uma notificação e poderá assistir quando quiser.

É tudo 100% gratuito, sem letras miúdas, sem asteriscos, sem cartão de crédito. 

Curso de estilo simples, direto e gratuito? Acabou a desculpa. Foto: Unsplash

O "Mas você vai de chinelo?" foi criado com bastante cuidado para fundamentar uma base sólida para quem quer entender um pouco mais de estilo.

A Camila Simielli, que talvez você já conheça graças aos seus insights geniais sobre o tema aqui no PapodeHomem, foi quem pensou em todo o conteúdo como um percurso, para que você comece nos temas mais gerais e chegue às dicas práticas bem específicas para mudar a partir de agora a sua relação com as roupas.

Quem apresenta e dá um toque especial às aulas é o Rodolfo Kanematsu, consultor de imagem e estilo.

Rodolfo Kanematsu está pronto para te contar tudo sobre caimento, combinações, e vários outros temas. Foto: Ismael dos Anjos.

Ok, mas do que exatamente falam esses vídeos?

Vamos começar com lições básicas para entendermos de verdade o que é ter estilo em diferentes ocasiões, do social rígido cheio de regras ao despojado do dia-a-dia.

Vamos responder algumas perguntas importantes no nosso módulo 1É preciso estar na moda? Como eu vou saber quando estou bem vestido? Como identificar meu estilo? Como saber qual é a melhor modelagem para o meu tipo de corpo?

Acredite: as respostas para essas perguntas podem fazer uma grande diferença na sua vida. Mas o curso não para aí.

Link Youtube | Eis aqui um exemplo do que você vai ver por lá

No módulo 2, você já vai ter conhecimento o suficiente para lidar com temas um pouco mais específicos. Vamos começar a entender como se vestir bem em um país tropical, como usar estampas de um jeito adulto e, claro, aprenderemos a montar um armário enxuto e pronto pra tudo.

Você sabe o que é uma roupa atemporal? Vem aprender.

Por fim, tem o módulo 3, que é basicamente uma avalanche de dicas extremamente práticas, pensadas para salvar a pátria nas horas de mais aperto: É possível combinar camisa e chinelos? Dá para trabalhar de bermuda e ficar elegante? Afinal, como devo utilizar chinelos para ficar bem alinhado num encontro romântico ou num happy hour, por exemplo?

Essas e muitas outras dúvidas objetivas serão aniquiladas na nossa última parte das aulas.

Dá pra ficar super elegante de chinelo e podemos provar. Foto: Ismael dos Anjos

Ao final do curso, esperamos que você tenha todas as informações que precisa para começar a tomar decisões melhores. Aí, quem sabe, a autoestima dispara junto.

Quero participar agora! Como faz?

Inscreva-se rapidinho aqui (leva 3 minutos)e já pode começar a aprender. Depois das 20 aulas, vai rolar até um certificado para atestar que você nunca mais será um jeca tatu desleixado com roupas largas e imagem pessoal confusa. Mas o mais interessante mesmo é a mudança que torcemos para que aconteça em você por dentro. É só vir com a gente! 

Mecenas mobileMecenas desktop

publicado em 12 de Setembro de 2019, 18:05
D74d18c4eb6f4b69d0f38e0bdd2e415e?s=130

Otávio Cohen

Otavio Cohen aprendeu a contar histórias em Minas Gerais, mas vive em São Paulo há oito anos. Como escritor, lançou três livros de não-ficção pelas editoras Abril e Planeta. Como jornalista, passou pela redação digital da Superinteressante, colaborou com Viagem & Turismo, Mundo Estranho e Guia do Estudante, e foi editor de infografia para livros didáticos da Editora Moderna. Especializou-se em branded content e realizou projetos para marcas como HBO, Motorola e Medley.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura