menos fotos

o que perdemos ao tirar mais uma foto?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

graças à poluição, hong-kong passa boa parte do tempo nublada.

mas, para que os turistas não voltem para casa com monótonas fotos acinzentadas, o governo providenciou um enorme painel com uma vista ensolarada da cidade.

agora, ao invés de posar para fotos diante da mesma vista de hong-kong já clicada por milhões, você pode posar para fotos diante de uma outra foto, essa garantidamente boa, tirada por um profissional, mostrando hong-kong não como ela realmente é, mas como você quer que as pessoas de casa vejam: ensolarada e de céu azul.

* * *

as pessoas viajam para os mesmos lugares e tiram as mesmas fotos nas mesmas posições em frente aos mesmos monumentos.

o importante não é ir à frança, absorver a cultura, conhecer os habitantes, mas provar aos amigos de casa que você esteve de fato na torre eiffel.

parecem aqueles sequestradores que tiram foto do refém ao lado de um jornal do dia — para provar que estão de fato com ele!

não faz sentido tirar uma foto da torre eiffel, ou do cristo redentor, ou da pirâmide de gizé, ou de qualquer um desses sobrefotografados monumentos.

no mesmo tempo que você leva para sacar do bolso sua câmera de turista amador já teria sido possível encontrar centenas de lindas fotos profissionais no googleimages. todas muito melhores do que qualquer foto que você possa tirar.

se o objetivo é registrar a imagem da torre eiffel, melhor procurar a foto de um profissional.

se o objetivo é provar que você esteve em paris, melhor escanear sua fatura do cartão de crédito.

de um modo ou de outro, cada três segundos perdidos olhando em um visor (criando uma foto para o futuro) são três segundos que você perde de curtir a experiência de estar em paris agora, no presente.

* * *

a iniciativa de hong-kong foi brilhante. mas, uma vez aberta essa porta, não precisamos parar por aí: as possibilidades são infinitas.

podemos ir a paris e tirar fotos em frente a um painel da elegante belle epoque.

em nova iorque, a enorme foto mostraria as torres gêmeas como se nunca tivessem sido derrubadas.

e que tal uma foto do rio de janeiro sem o lixo na rua e os mendigos nas calçadas?

para que fazer turismo na roma de verdade, poluída e engarrafada, se podemos visitar (ou, ao menos, fotografar para os primos) a roma dos imperadores com um coliseu intacto ao fundo?

ou então, ou então… quem sabe… se vamos atravessar o mundo para fazer as mesmas coisas que todo mundo e, ainda por cima, tirar fotos de lugares que nem existem…

por que não simplesmente ficar em casa?

* * *

imersão "as prisões"

as próximas imersões "as prisões" vão acontecer em areias, sp (a meio caminho entre rio e são paulo) e em viamão (a 20km de porto alegre), nos meses de junho, outubro e novembro de 2017.

para saber mais e se inscrever, assista o vídeo abaixo ou clique aqui:

Link Youtube | imersão "as prisões", de alex castro.

* * *

assine a newsletter do alex castro


publicado em 06 de Março de 2017, 11:20
File

Alex Castro

alex castro é. por enquanto. em breve, nem isso. // esse é um texto de ficção. // veja minha vídeo-biografia, me siga no facebook, assine minha newsletter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: