Merlin Bronques, xx, LastNightsParty.com

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

Com a pergunta “Where were you last night?” (Onde estava na noite passada?), Bronques dá o tom de seu principal projeto, o site Last Night's Party, onde registra as fotos das mais insanas baladas ao redor do mundo.

Nascido no Brooklyn, em Nova Iorque, Bronques era conhecido como Merlin em seu início de carreira, no mundo da música, onde alcançou reconhecimento na década de 90. Mas deixou de lado sua veia musical, e hoje é reconhecido como um dos melhores fotógrafos de festas do mundo. Inspiração para projetos como o brazuca SP 00.


Esse é o cara.
bronques

Ironicamente, não gosta de ser definido como fotógrafo.

Tive o prazer de conhecê-lo semana retrasada, quando visitou o Brasil e meus amigos Ian Black e Marina Santa Helena o levaram para desbravar o melhor de Sampa.

Além da entrevista que podem ler abaixo, estive com ele em uma das famigeradas festas, dessa vez localizada no Bar Secreto. As fotos estão ao final do artigo.

Mais Bronques:

ps: o xx no título é por conta do meu esquecimento em perguntar a idade dele. fuck.

--

1. Você se vê como um artista, fotógrafo, empresário, alquimista, um cara que promove o prazer…?

Eu provavelmente sou mais como um catalisador, um instigador, que por acaso anda com uma câmera. As fotos mais representativas de meu trabalho são registros de cenas que nunca teriam acontecido se eu não estivesse lá.

Eu gosto também de pensar que sou responsável pela segunda onda de sutiãs queimados do movimento feminista. ;-)

2. Me diga uma coisa: o que realmente te move? Qual sua paixão?

Eu acho que esses sentimentos nunca deveriam ser banalizados por palavras, mas olhando para as minhas fotos qualquer um provavelmente encontraria a resposta para essa pergunta.

3. Qual seu objetivo a longo prazo na vida?

Estar sempre empolgado e com tesão de viver.

lnp

4. Vivendo em festas o tempo inteiro, cercado de álcool, drogas e modelos nuas, é possível encontrar amor?

Vivendo em uma cidade pequena, sem festas, sem álcool e sem drogas, onde todos tem um bom trabalho e vivem em uma comunidade estável, é possível encontrar amor?

5. Viajando o tempo inteiro, você tem saudade da família e dos amigos? Você às vezes se sente sozinho em um quarto de hotel em um local qualquer depois de uma festa com pessoas com as quais você talvez nunca mais converse?

Eu vejo o romance nos altos e baixos. Nos momentos entre os altos e baixos, eu provavelmente estou comendo.

6. Quantos países você já visitou? De todos esses locais, há algum que você chama de “casa”?

Eu considero New York minha casa, pois é o único local onde a minha identidade atual poderia ter sido criada. Mas meus locais favoritos são aqueles que me lembram de que há uma outra qualidade de vida que eu talvez queira explorar no futuro.

Veja São Paulo, por exemplo: quando eu ouvi a bateria começar a toca na Escola da Vai-Vai no último domingo, imediatamente um monte de coisas que normalmente circulam em minha mente não mais pareciam tão importante.

7. Qual é o lugar mais visualmente inspirador que você já conheceu?

“Lugares” são apenas containers para pessoas. Eu não poderia realmente ser inspirado por um local sem suas pessoas. A exceção são os quartos de hotéis: eles me inspiram mesmo quando estão vazios pois eu consigo ver todo o seu potencial…

lnp3

8. Qual filme todo mundo deveria ver antes de morrer?

Chelsea Girls (1966).

9. Qual música ninguém deveria morrer sem ouvir?

“When Doves Cry” (composta pelo Prince, mas com incontáveis outras versões).

10. Qual local todo mundo deveria conhecer antes de morrer?

New York.

11. Se você pudesse viver sua vida novamente, qual a única coisa que mudaria?

Eu não tenho desejo algum de mudar as coisas; sou muito ocupado as criando.

Os sets de fotos produzidos por Bronques em sua passagem pelo Brasil:


A garota na capa acima é a bela Santa Helena, esposa do Ian, apresentado ao começo do post.
vaivai

A trupe PdH marcou presença no set 420, os mais atentos vão notar.
420

sexonacidade


publicado em 03 de Fevereiro de 2010, 22:08
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: