Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Música sob um Sol noturno

Dessa vez não venho falar de esportes ou exercícios pra vocês. Fui representar a equipe saco-roxo na conclusão da ação Mais Verão Sundown, da qual participei com dois textos sobre a prática de esportes no verão: "Top 10 surfistas" e "5 esportes para dias com mais Sol".

Em Recife/PE (mais precisamente em Jaboatão dos Guararapes), cidade escolhida por sorteiro no Facebook, a marca proporcionou uma semana com 6 horas a mais de Sol para a população e 3 shows incríveis de Jorge Ben, Mundo Livre S/A e Móveis Coloniais de Acajú.

Bastava levar 1kg para ter acesso ao palco com um Sol gigante iluminando parte da praia de Candeias.

Os shows

Jorge Ben – Com todo seu repertório bem conhecido, Jorge Ben teve seu show praticamente todo cantado pelo povo que lotou a arena montada no meio da praia, calçada, as sacadas dos apartamentos e os decks dos prédios. O ponto foi a música “Gostosa”, quando Jorge Ben chamou a mulherada ao palco e dançou com cada uma. Enquanto as gostosas se sentiam orgulhosas por estarem no palco, nós marmanjos apreciávamos sem moderação os shortinhos e vestidinhos esvoaçantes pulando com toda alegria e emoção no palco. Coisa linda!

Mundo Livre S/A – Eles começaram o show revelando estar emocionados por, após rodar o mundo, ser a primeira vez que tocavam na praia de Candeias, local onde a banda surgiu. E uma banda em casa sempre manda bem, não?

Bebendo com Fred Zero Quatro

Móveis Coloniais de Acajú – Com metais animadíssimos, a banda de Brasília levantou a galera com um show cheio de energia e ótimas performances. Os músicos pulavam e cantavam o tempo todo. Quando pensei que eles haviam feito todas as maluquices no show, eis que vejo no meio da plateia um sax e um trombone “flutuando”. De repente, uma grande roda se forma e os caras começam a tocar lá de baixo, no meio da roda. Terminada a música a galera fez coro:

“Que show du caralho! Que show du caralho!”

Link YouTube | Trechinho do show

Felizmente não vi nenhuma confusão dentro ou fora da arena. Muitos policiais nos arredores e seguranças por toda a parte.

O Sol

Os caras criaram um sol artificial de 10 metros de diâmetro que ficava erguido a 25 metros de altura. A iluminação foi feita com 4 lâmpadas de gás sódio, cada uma com potência de 10 000 watts para garantirar a iluminação de uma grande área na praia. O sol foi erguido durante toda a semana das 18h às 23h59 e flutuava graças à utilização de gás hélio e nitrogênio.

Camarote VIP, bebidas e quitutes da melhor qualidade à vontade e gatas ao redor (disso não precisava nem falar porque já é inerente ao processo, certo?).

Tem que ter culhões para usar essa bolsa que eles deram e se apresentar como autor PapodeHomem

Após todos os dias de trabalho fui para festas "pré-carnavalescas" e curti até às 6h da manhã. O povo de Recife é muito animado. Tinha muita festa todos os dias em vários lugares. Fui a algumas bem conhecidas, como "I Love Cafusú", com Luiz Caldas, e "Enquanto isso na sala de justiça", com Monobloco. E o carnaval está só começando...

Algum camarada de Recife também foi curtir esse evento? Conte nos comentários.


publicado em 06 de Março de 2011, 06:43
Aac4aa4e0dff44264d36036023539294?s=130

Fábio Bergamo

É personal trainer e mestre em educação física pela USP. Põe a culpa nos amigos e mulheres por não conseguir treinar para o triathlon que sonha em fazer. Responde por @fbergamo no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura