Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O que falta para você assumir o controle da sua vida?

Ou perder

Um dos meus primeiros textos aqui no PapodeHomem falava sobre a romantização que existe por trás do "largue tudo e seja feliz". Até hoje recebo mensagens de pessoas que se enxergaram na minha narrativa, principalmente em relação à escolhas acadêmicas e profissionais. Histórias de jovens que precisavam sustentar uma família, não tinham condições de largar o emprego odiado no qual estavam e se sentiam pressionados pelo conto de fadas do "Arrisque! Vá atrás dos seus sonhos! Não meça as consequências!".

Segundo a Carol de 2016, transformar coisas que não funcionam tão bem quanto você esperava em oportunidades pode, no mínimo, trazer boas experiências. Você não vai ser mais covarde se optar por não largar tudo. Fazer o que é mais seguro pra você também é uma forma de ser feliz.

Uma forma. Há outras.

O ponto aqui, portanto, não é vangloriar quem fica com os pés no chão e acusar de nascido em berço de ouro quem resolve perseguir os próprios sonhos sem medir as consequências. A ideia é  mostrar que os dois lados da moeda são válidos, mas que a chave que responde ao título desse texto está justamente uma casa antes das nossas escolhas.

O que me fez voltar uma casa dentro desse jogo inciado em 2016? Um curta-metragem chamado Sniffer, dirigido por Bobbie Peers e ganhador do Palma de Ouro. 

Vi que uma parte essencial do "assumir o controle", em um primeiro momento, é questionar as partes engessadas da nossa vida, e não o que fazer com o resultado desse questionamento. 

Primeiro perceber que a vida já não está sendo vivida como deveria. Depois pensar a respeito do que fazer com essa informação.

Essa obra de ficção-científica me fez pensar que talvez a gente só precise perder o controle pra ganhá-lo novamente. Pode ser que as incertezas sejam como um erro de padrão que nos tira do automático e faz com que analisemos e questionemos o tal padrão.

E é esse o ouro: questionar.

Assistam e me contem o que acharam?

Link do Youtube


publicado em 26 de Abril de 2017, 18:11
Foto jpg

Carol Rocha

Leonina não praticante. Produziu a série Nossa História Invisível , é uma das idealizadoras do Papo de Mulher, coleciona memes no Facebook e horas perdidas no Instagram. Faz parte da equipe de conteúdo do Papo de Homem, odeia azeitona e adora lugares com sinuca (mesmo sem saber jogar).


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura