Sixto Rodriguez: ignorado nos EUA, ídolo morto na África do Sul

Existem algumas teorias da conspiração famosas na música. Alguns dizem que Elvis não morreu. Outros já acham que Paul McCartney na realidade está morto há muito tempo. Há quem diga que a Avril Lavigne também foi substituída. Que o Jimi Hendrix estava envolvido em uma grande reviravolta política e que, na realidade, foi assassinado. Michael Jackson, Jim Morrison, Brian Jones... a lista vai tão longe quanto você quiser persistir nas buscas.

A incerteza, as inúmeras pistas que muitos juram de pés juntos serem incontestáveis, as versões que hora batem, hora não batem. É interessante, afinal, esse é o combustível das lendas. É isso que nos faz permanecer interessados nessas histórias.

Loucura é quando descobrimos que uma história tão fantástica quanto essas pode ser verdadeira. A vida de Sixto Rodriguez poderia figurar neste hall de grandes lendas e conspirações facilmente. E foi isso que inspirou o diretor Malik Bendjelloul a fazer o documentário Searching For Sugar Man, mostrando a busca de dois fãs pela verdade sobre a morte do seu ídolo.

Link Youtube

* * *

Sixto Rodriguez foi um músico como inúmeros outros no começo dos anos setenta nos EUA. Sexto filho de uma família de imigrantes mexicanos, resolveu tentar a vida na música. Lançou dois álbuns quase completamente ignorados e resolveu se aposentar.

Quase, exceto pelo fato de que ele tornou-se um ídolo na África do Sul, tão grande no país como uma espécie de Bob Dylan. Inspirou jovens em sua luta contra as opressivas regras do apartheid. Vendeu lotes e lotes dos seus discos e, graças ao fato de que não se tinha notícia alguma sobre quem era o autor daquelas canções, tornou-se uma lenda.

Não sabia-se sequer se Sixto Rodriguez estava vivo. Isso fez com que rumores sobre sua suposta morte fossem considerados verdade no país. A hipótese mais aceita era a de suicídio, com detalhes dos mais heroicos e poéticos. Como a versão na qual ele teria colocado fogo em sua própria roupa no meio de um show ou a de que ele teria atirado na sua cabeça após cantar as linhas de uma música "obrigado por seu tempo, e vocês podem me agradecer pelo meu".

Até que alguns fãs decidiram investigar a fundo o que teria acontecido de fato. E encontraram Sixto Rodriguez vivo, trabalhando como operário na construção civil, desde os anos 70.

O documentário Searching For Sugar Man mostra esta trajetória, incluindo a própria descoberta do músico do quanto ele era famoso e influente na África do Sul, do quanto tinha inspirado pessoas como espécie de porta-voz da juventude.

Subitamente, o desconhecido Rodriguez, se viu fazendo shows lotados, dando entrevistas na televisão e está até cogitando lançar um novo álbum.

Se antes ele viveu com a sensação de ter falhado em seu sonho, agora tem em sua já bela trajetória um feito do qual poucos podem se orgulhar: na cerimônia de 2013 o filme Searching for Sugar Man ganhou o Oscar de melhor documentário.

Link Youtube

Link Youtube

Link Youtube


publicado em 25 de Fevereiro de 2013, 18:07
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura