A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

The Nightmare: um documentário sobre paralisia do sono, o pior pesadelo que existe

Você está acordado, mas não consegue se mexer

Às vezes, você acorda no meio da noite. Sua mente está desperta, mas o seu corpo não se move. Então, você desesperadamente luta para recobrar o controle sobre o seu corpo. 

Essa é a descrição mais comum sobre a paralisia do sono. Não parece tão aterrorizante descrito assim, friamente.

Mas adicione à experiência toda a miríade de emoções terríveis que surgem quando você se vê completamente indefeso diante de forças desconhecidas, vozes cavernosas, sombras que se movimentam ao seu redor e podem dar ordens ou proferir ameaças. Com isso posto, a coisa fica bem pior.

A paralisia é uma disfunção do sono pouco comentada, mas relativamente comum. Experimente comentar daquela vez que você passou por isso e, certamente, mais alguém vai falar que teve o mesmo pesadelo.

Esse documentário, chamado The Nightmare, explora essa condição, adicionando dramatizações com atores aos relatos. E o resultado é bem assustador.

 

Fora esse lado mais do terror, a paralisia do sono é descrita em muitas culturas, associada à atividade de seres sobrenaturais e há diversas histórias cheias de misticismo relacionadas. 

Cientistas e médicos ainda divergem sobre as causas do distúrbio, às vezes associando à depressão, ou a outras condições como narcolepsia.

Só pela curiosidade, já vale.


publicado em 13 de Outubro de 2015, 18:35
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura