World Bike Tour. Eu fui!

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Lisboa ganhou um mar no dia 26 de junho. Um mar de gente. Sobre o rio Tejo, na ponte Vasco da Gama, estendeu-se um mundaréu de amantes da bike para a sexta edição do World Bike Tour. Trata-se de um projeto português que tem por objetivo a promoção de modos de vida mais saudáveis, da utilização da bicicleta como meio de transporte e da inclusão de pessoas com deficiência em atividades físicas.

Eu fui até lá para curtir .

Deficientes pedalam durante a edição Lisboa.

Mais de 7.500 ciclistas ocuparam a belíssima ponte, ponto de partida do percurso. Imediatamente pensei na logística para levar 7.500 bikes e, claro, as 7.500 pessoas até lá. Entretanto, fui positivamente surpreendido pela quantidade de caminhões e ônibus que foram disponibilizados pela organização. Durante a madrugada anterior à realização do evento, 35 caminhões foram utilizados para levar as bicicletas e demais materiais para a ponte, juntamente com cerca de 400 colaboradores para descarregar as bikes e colocar cada uma em seu local. Na manhã do evento 150 ônibus levaram os 7.500 participantes – entre eles, deficientes visuais – até suas respectivas bikes com organização logística invejável.

Todo mundo deixou as bikes nos caminhões e seguiu à ponte de ônibus. E tudo no maior conforto.

Assim como previsto no cronograma, precisamente às 10h30 foi dado o sinal de início do passeio.

A beleza do percurso

O trajeto consistiu em aproximadamente 10 quilômetros sobre a ponte Vasco da Gama, que é a mais longa da Europa, com 17 quilômetros de extensão. Ver aquele mundaréu de bicicletas posicionadas em cima da ponte, com as pessoas todas uniformizadas aguardando o sinal de partida, proporcionava uma imagem muito bonita e motivadora. Não bastasse isso, a ponte corta o belíssimo rio Tejo e tem uma estrutura arquitetônica que deixa nossos colonizadores orgulhosos. Quer mais? Ok. Também estamos no verão europeu e São Pedro contribuiu para o bom clima. A previsão do tempo, que era para 36ºC, ficou entre 28ºC e 30ºC, com céu de brigadeiro. Perfeito.

Link YouTube |

Ponto alto do evento

Tanto em Lisboa quanto na edição de São Paulo, a melhor parte para muitas pessoas é que, ao final do evento, todos os participantes levam o kit de participação para casa, inclusive a bike. Era nítida a felicidade no rosto das pessoas enquanto se dirigiam para suas respectivas casas com uma bike novinha. Interessante foi observar que alguns grupos de pessoas que moravam mais longe se prepararam para esse momento e locaram uns caminhões para transportar as "magrelas".

Saída do Palestra Itália.

Próxima parada

No próximo dia 31 de julho será a vez do Porto sediar o World Bike Tour. Algumas pessoas me confessaram que esta é a mais bonita de todas as edições. O evento volta ao Brasil em 25 de janeiro de 2012, em São Paulo. Também em 2012 há algumas novidades, como a edição do Rio de Janeiro em 4 de março. Para a edição da Cidade Maravilhosa, o percurso previsto de 12 quilômetros inclui Leblon, Copacabana, Ipanema e Aterro do Flamengo.


publicado em 11 de Julho de 2011, 16:48
Aac4aa4e0dff44264d36036023539294?s=130

Fábio Bergamo

É personal trainer e mestre em educação física pela USP. Põe a culpa nos amigos e mulheres por não conseguir treinar para o triathlon que sonha em fazer. Responde por @fbergamo no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: