A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

19 jogos que poderiam estar no Snes Classic

Não dá pra duvidar da curadoria da Nintendo, mas bem que podia sobrar alguns bytes de espaço para estes clássicos, ah, isso podia.

Já sabemos que quem quiser adquirir o SNES Classic – a versão mini do Super Nintendo – com 21 jogos na memória precisará estar disposta a desembolsar R$ 999. O anúncio foi feito pela JVLat, representante da Nintendo no Brasil, que além do preço sugerido ao consumidor, sugeriu também a provável data de disponibilidade no varejo: 20 de outubro.

Sim, sabemos que existe algo chamado raspberry pi e que com menos de R$ 400 você monta uma central de jogos incrível. Mas eu mesmo, há algumas semanas, fiz um esforço econômico e comprei o Mega Drive Tec Toy.

Valeu a pena.

Acredito que ter o mais próximo possível do que era o console original faz parte da experiência. O jogo começa antes daquele famoso “qual é que chuta mesmo?”, ele começa na paz de espírito que o ato ligar o videogame e aguardar o carregamento das primeiras imagens proporciona.

Portanto, há quem enfrente a desvalorização da nossa moeda, os 18% de ICMS e pague R$ 1mil pela novidade da Nintendo – não eu, já que o Mega Drive só vou terminar de pagar na Copa da Rússia. Já o camarada que comprar o Snes Classic, além do inédito Star Fox 2, vai se esbaldar com a seguinte lista de jogos na memória:

  • Donkey Kong Country™

  • EarthBound™

  • Final Fantasy III

  • F-ZERO™

  • Kirby™ Super Star

  • Kirby’s Dream Course™

  • The Legend of Zelda™: A Link to the Past™

  • Mega Man® X

  • Secret of Mana

  • Star Fox™

  • Star Fox™ 2

  • Street Fighter® II Turbo: Hyper Fighting

  • Super Castlevania IV™

  • Super Ghouls ’n Ghosts®

  • Super Mario Kart™

  • Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars™

  • Super Mario World™

  • Super Metroid™

  • Super Punch-Out!! ™

  • Yoshi’s Island™

Uma lista de respeito e que predomina games originais Nintendo e da sua grande parceira, a Capcom. O custo dos direitos autorais deve ter impedido a licença de outros grandes jogos do Super Nintendo. O que deixaria o console certamente ainda mais caro.  

Porém, num exercício de livre imaginação e nem um pouco preocupados com as finanças da empresa japonesa, criamos uma seleção de jogos que fizeram grande sucesso no Brasil e que poderiam estar no Snes Classic. São alguns velhos companheiros de madrugadas e dias chuvosos que, ao contrário do que sua mãe dizia, nunca estragaram a TV de casa.

Battletoads

Conhecido por ser o jogo da fase bugada, Battletoads é tão divertido quanto desafiador. Possui um grau de dificuldade no enfrentamento com os adversários na medida certa. Uma das maiores complicações que o jogo apresenta é no controle dos personagens. A taxa de resposta é muito rápida e o chão bastante escorregadio. Os precipícios não perdoam, o que faz o player desperdiçar muitas vidas.

 

Choplifter

Choplifter fazia parte daqueles cartuchos paralelos de 5 ou 8 jogos onde você precisava pressionar o reset pra mudar de jogo, lembra? Pois é, entre as opções da fita, esse simulador de combate aéreo não passava despercebido. Tanto que está na famosa lista de 1001 jogos para você jogar antes de morrer.

California Games 2

Cinco modalidade de jogos dentro de um único game. Esse atrativo fazia o California Games 2 ser disputado nas locadoras (ainda mais nas sextas-feiras, porque você só devolvia segunda-feira sem pagar multa). Muita gente ralou o joelho na modalidade skate do CGII antes de se aventurar nas manobras mais elaboradas do Tony Hawk's Pro.

The Simpsons: Bart's Nightmare

Era difícil um jogo sair de um programa consagrado de TV e fazer sucesso no mundo dos videogames. The Simpsons: Bart's Nightmare mudou essa lógica. No jogo, Bart adormece no meio da aula e você o controla durante o sonho. A missão é encontrar a lição de casa perdida.

Internation Super Star Soccer

O pai de todos os jogos de futebol.

O responsável por nos apresentar Allejo.

International Super Star Soccer, tal como Winning Eleven no início da década, recebeu dezenas de adaptações piratas no Brasil, como ISSC Campeonato Brasileiro e Ronaldinho Soccer.

Todos maravilhosos.

Hyper V-Ball

Já reparou que não existem muitos simuladores moderno de vôlei? Pois é, nos anos 90 havia o Hyper V-Ball, que fez sucesso até mesmo nos fliperamas. E com duas possibilidades: jogar com humanos ou com robôs, onde a bola tomava efeitos malucos e explodia.

Saturday Night Slam Masters

Os jogos de Wrestling foram muito bem sucedidos nos consoles de 8 e 16 bits. Saturday Night Slam Masters, aproveitando a dificuldade da WWE de fazer bons jogos até o N64, aproveitou-se disso e ganhou destaque. A variação de golpes, tal como o gráfico rebuscado para a epoca, surpreendem.

Goof Troop

O bom e velho ‘joguinho de dois’. Claro que nada impedia você de jogar sozinho, mas era muito mais divertido e fácil com a ajuda de um parceiro. Aliás, o jogo preza pela atividade em equipe, com muitos enigmas que dependem de raciocínio lógico para desvendá-los. Ótimo para evitar conflitos familiares entre primos nos churrascos de domingo.

Phalanx

Phalanx é um game atirador 2D onde você precisa evoluir no cenário horizontal derrubando os inimigos que impedem sua evolução. Um jogo surpreendentemente divertido, com uma infinidade de armas e controles da velocidade da nave, o que ajuda muito.

A capa do jogo é um senhor tocando banjo. Nós jamais saberemos o motivo disso.

Batman Returns

O único e verdadeiro jogo do Batman feito para video-games. Com direito a trilha sonora do filme de Tim Burton e enfrentamento ferrenho com a Mulher Gato e o Pinguim. Um game plataforma clássico no mesmo estilo Double Dragon e com uma fase no Batmóvel onde você torce pra não acabar.

Nigel Mansell's World Championship

É impossível relembrar os grandes simuladores de corrida e deixar de fora Nigel Mansell's World Championship. As mãos no volante respondendo a ativação dos botões direcionais no controle surpreendiam. Sorte de quem tinha a versão japonesa e podia jogar com o Senna. Na fita americana, o austríaco Berger substituia o nosso último campeão mundial.

 

Desert Strike

Um jogo de guerra lançado em meio aos conflitos no Golfo. Essa era a ousada proposta de Desert Strike, que leva o jogador até missões de resgate e destruição de bases inimigas. Foi um dos primeiros sucessos da EA Games, que anos depois produziria fenômenos como Medal of Honor, Command & Conquer e Battlefield.

Super Smash TV

Lembra de GTA 1? Pois bem, esse ângulo foi muito bem utilizado anos antes pelo Super Smash TV. O enredo se passava durante um programa futurista de 1999 onde dois condenados gêmeos precisavam sobreviver matando quem aparecesse pelos lados.

Shadowrun

Bons RPGs nunca faltaram no portfólio de games do Super Nintendo. Em Shadowrun, o protagonista é um cyberpunk que acorda no chão de um necrotério sem a memória. Cabe a você dialogar – e sapecar a espada – em quem aparecer pelo caminho para descobrir qual o seu lugar no mundo.  

Prehistorik Man

Um jogo simples e divertido. Sem grande enredos, trilhas ou gráficos. Assim pode ser definido Prehistorik Man, que compensa muito bem as horas perdidas em suas fases. A dificuldade é um tanto inocente, o que deixa o jogo um pouco enjoativo. Porém, o carisma do personagem praticamente te obriga ir até o fim.

Samurai Shodown

Samurai Shodown se passa no século 15 e conta a história de vários guerreiros japoneses – alguns históricos, alguns ficcionais – que divergem sobre a fonte do caos no mundo, cada um conduzido por suas próprias razões. Um bom jogo de luta que acabou ficando na sombra dos mitos da época, como Street Fighter e MK.

Strike Gunner

Assim como existem os jogos plataformas, há os verticais. Este é um exemplo de bom jogo vertical que também era famosos nas ‘fitas marrons’ do Super Nintendo, quase sempre escondido entre outros 4 ou 7 jogos.

Ogro Battle

Você vai gastar horas recrutando soldados e construindo exércitos bruxas em um jogo de estratégia viciante. Mesmo jogando 25 anos depois do lançamento, o roteiro é bastante atual e com poucos clichês. É um título bastante raro, mas que ganhou uma nova versão para Wii em 2006.

Top Gun

O sucesso de Top Gun ficou no cinema. O jogo não é exatamente algo inesquecível para os gamers dos anos 90, mas tem o seu valor. Costumava ser deixado de lado nas prateleiras de locadoras, por isso todo mundo já o alugou pelo menos uma vez por mera falta de opção.

Era um simulador de caça onde você tinha que derrubar inimigos soviéticos e bombardear navios. Era necessário tempo e paciência para concluir as missões. A trilha sonora, para nossa alegria, era a mesma do filme.

Knights of the Round

Quer uma prova de como Knights of the Round era bem moderno? Você podia subir e andar à cavalo com o personagem.

Pode parecer bobo, mas isso era bem legal na época.

Assim como a chance de partilhar armas e comidas com o player 2. Tudo para conseguir concluí-lo, já que o jogo é um dos mais difíceis do gênero.

Joe & Mac

Joe & Mac valorizava o trabalho em equipe. Em alguns casos, era necessário subir na cabeça do amigo para pegar itens ou concluir desafios. Um game que só nos dá mais saudade ainda dos joguinhos de dois.

Nada impede a Nintendo de anunciar um update do Snes Classic com o acréscimo de novos jogos no futuro. Ou, quem sabe, até mesmo um serviço de compra online de títulos que ficaram de fora do console original.

Opção tem. E olha que nenhum desses estão entre os 53 melhores jogos de snes que publicamos aqui um tempinho atrás, hein?

E você? Qual jogo que te faz pensar ‘ah, mas se tivesse o tal eu até pensaria em comprar esse Snes Classic’?


publicado em 30 de Setembro de 2017, 00:00
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura