Como fazer uma casa de bonecas

Nenhum brinquedo precisa ser caro. E você pode aproveitar e tornar a execução uma brincadeira.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Vejo no consumismo um dos principais problemas da sociedade moderna, pois tem um impacto direto no planeta e nos seres que aqui vivem. Hoje, com a propaganda em massa, nossas crianças ficam expostas intermitentemente a muitos estímulos danosos do mundo.

Na cadeia de consumo, elas são os seres mais frágeis aos ataques da publicidade, mas são muito poderosos como influenciadores de uma compra.

Sabe-se que é nas primeiras fases de desenvolvimento das crianças que são criadas as raízes daquilo que elas serão quando pararem de crescer.

Quando os pais cedem aos desejos infinitos desses seres curiosos, estão semeando a cultura do consumismo na cabeça de seus amados filhos.

Não sou um eco-chato. Não crio minhas filhas em uma bolha, tornando-as estranhas em sua roda de amizades. Apenas acredito que podemos mudar o cenário atual com pequenos gestos.

Entra um brinquedo, sai outro

Com este texto, quero mostrar o que faço em casa para contornar o consumo desenfreado de brinquedos e coisas de plástico em geral.

Os brinquedos oriundos de natais e de aniversário nunca entram no quarto das minhas filhas sem o filtro: cada brinquedo novo que entra sai outro. Você pode trocar dois novos por um antigo ou outro acordo que agrade a todos.

Então, vocês podem doar esses brinquedos em bom estado para crianças carentes. Nesse gesto, fica a lição de consumo consciente e da generosidade com nossos semelhantes menos favorecidos.

Crie brinquedos com materiais alternativos com seus filhos

Falta tempo? Larga o celular e brinque junto com os pequenos. Mostre que eles são importantes! Não adianta apenas falar que ama sem ter atitudes que correspondam.

Nesse tópico do faça você mesmo que entra o passo-a-passo de hoje.

Casa de bonecas ou bonecos, pois serve para meninos e meninas indistintamente + criação de bonecos de papel, simples e divertidos.

Obs: mostro um exemplo de casa usando madeira, mas você pode simplificar usando caixa de papelão. Tão legal, mas com menos durabilidade.

Na nossa casa brincamos também com o lego e bonecos variados. Serve de quartel general, corpo de bombeiros, casa de chá (tudo depende do contexto).

Materiais

  • Uma caixa de feira de madeira;
  • Pedaços de madeira, desmonte de caixas extras, pallets ou prateleiras velhas;
  • Parafusos e pregos;
  • Pinos de madeira;
  • Lixa de madeira, de granulometria alta;
  • Tinta para madeira;
  • Restos de carpete (limpos e não da sua sala!);
  • Grampeador de tapeceiro;
  • Papel couché de gramatura 90g/m2;
  • Tesoura e cola branca;
  • Impressora colorida ou Impressora monocromática e lápis de cor (giz de cera, canetinhas...).

Ferramentas

  • Furadeira;
  • Parafusadeira ou chaves de fenda;
  • Martelo;
  • Serra tico tico ou Serra/Serra de arco.

Criação de bonecas e animais

Ao invés de comprar brinquedos, sejam eles de personagens de TV ou bonecos de pano, você pode fazer em casa seus próprios bonecos, usando seus dons ou imprimindo modelos já prontos. Descobri em dezembro de 2014 uma técnica de dobradura conhecida como papercraft.

Tem milhares de coisas divertidas para montar, é tipo um quebra cabeça 3D.

Tudo de graça, sites seguros, bem diversificados em estilo e graus de dificuldade. 

As bonequinhas que imprimi são muito fáceis de montar. São como aquelas bonecas russas (Matrioshkas ou Mamushkas): roupas em forma de cones que se encaixam em bonecas em forma de cones. Elas tem coroas, orelhinhas, gorros... Tudo intercambiável. 

Pode-se imprimir a coleção de roupas de inverno, verão, halloween, etc.

Eu mandei para uma gráfica pois não tenho impressora colorida. Fiz em papel couché brilhante (90g/m2) para aumentar a durabilidade. Você pode imprimir em sulfite em casa, e pintar com seus filhos.

O molde dessas bonequinhas é gratuito e você encontra aqui.

Os animais você pode imprimir daqui.

A casa/prateleira de Livros

1. Selecione uma boa caixa de feira

Você pode comprar, pedir para um feirante (ou alguma quitanda) ou então pegar em locais de descarte. Eu já usava minha caixa como porta-livro e estante para algumas plantas, então, decidi fazer um brinquedo transformer: dependendo da ocasião serve de passa tempo ou porta livros.

Com a lixa, tire todas as farpas e deixe a madeira própria para o contato das crianças. Lembre-se do objetivo maior desse projeto.

2. Selecione algumas madeiras.

Para fazer as divisões internas e o telhado, pode ser madeira, compensado ou placa de MDF. 

Eu ia usar madeira de um outro caixote, mas encontrei um pedaço de compensado que sobrou de um armário que eu mesmo montei. Era para estar no armário, mas não está lá.

3. Cortando as tábuas Internas (segundo andar)

Casinhas de boneca tem no mínimo um segundo piso. Então, meça com uma trena o comprimento e largura da sua caixa e corte “semi-precisamente” sua tábua. 

Como a caixa é comprida, você terá que fazer uma parede interna para seu piso superior (tábua) não envergar. Dica do engenheiro aqui.

Sua parede de sustentação pode ser de qualquer altura. Tive a sorte que o resto do corte da tábua de compensado gerou um pedaço de madeira que serviu perfeitamente para a finalidade. 

Você irá, então, parafusar esse quadrado de madeira na base e no fundo da caixa. 

O legal da caixa de feira é que ela tem uma separação entre as suas peças e dá visualizar de fora tudo que vai ser parafusado lá dentro. Você não vai precisar ficar marcando nem medindo. 

Não tem erro, mire e pronto. Parafuso no lugar correto.

4. Prendendo o segundo andar

Essa casinha é multi propósito. É casinha e prateleira de livros. Projetei um segundo andar removível. Por isso, não parafusei. 

Usei pinos de madeira para a sustentação de prateleiras de armários. 

Posicione sua caixa “de pé” e faça o furo transpassando a lateral da caixa até marcar (ou furar) a tábua interna (seu segundo andar). 

Fiz apenas 2 furos opostos em cada tábua. Dá e sobra para ficar em equilíbrio. 

Se necessário, faça um furo mais profundo na tábua. 

O importante é lembrar que o pino de sustentação deve ficar com o pitoco para fora, para retirarmos a tábua quando quisermos retornar à configuração biblioteca.

5. Telhado e sótão

Uma casa tem que ter telhado! Você pode fazer seu telhado com tábuas mais finas ou com ripinhas de bambu. Vai do material que você achar. 

Eu usei uma prateleira velha que tinha exatamente a largura da caixa. Eu a cortei em 2 partes. A menor serviu de parede e a maior de telhado. Estava com tempo e a fim de dar um incremento na casinha, por isso, rabisquei umas janelas na parede do sótão e com minha serra tico-tico, recortei aberturas não uniformes.

No telhado fiz degraus rústicos para o apoio de vasos. Como o uso é misto, pensei em aproveitar esse espaço inclinado, antes inútil no quesito decoração, para colocar vasos de plantas.

Para prender a parede e o telhado, parafuso. Eu usei uma braçadeira de armários (tipo L) e parafusos “diretos”, entre a parede e a madeira do sótão.

6. Acabamento

Usei um carpete azul para servir de forro do sótão. Recortei com uma tesoura um pedaço de carpete da sala e o prendi no topo da caixa com grampeador de tapeceiro. Com um carpete vermelho, forrei o telhado. A superfície plana é fácil de recobrir, mas apareceu uma aresta. Problemas!

As arestas e os problemas surgiram nos degraus do telhado. Um ponto importante para se destacar é a minha falta de habilidade com carpetes. Assim como a maioria dos mortais que não manjam desses paranauês, o que vale é encobrir a madeira e deixá-la com uma cara de telhado.

E pronto.



publicado em 19 de Junho de 2015, 18:56
File

Artur Keppler

Professor de química, pesquisador, cozinheiro-ninja, pai de duas lindas garotas. Adora aprontar com uma furadeira, pincel, lápis e papel. Acredita no poder transformador de pequenos gestos.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: