Lançamos nosso primeiro ebook! Vem conhecer as 25 crises do homem (e como superá-las)

Drew Struzan: o ponto comum entre Black Sabbath e De Volta para O Futuro

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x250 1 jpg

Nós vivemos em um tempo no qual os maiores feitos da humanidade não são mais concebidos por um homem só. Você não tem mais o inventor do iPad como se tinha o inventor da lâmpada ou do telefone. Hoje, nós temos grandes equipes lapidando ideias e dando forma a conceitos que, ao final, recebem o selo de uma marca.

Atualmente, pouco temos contato com os seres que depositaram suor sobre as obras que nos rodeiam. Com todo respeito às exceções, mas em geral, nos relacionamos com as marcas ou com o produto devidamente acabado.

Com isso em mente, há alguns dias tenho passado meu tempo garimpando os nomes envolvidos na produção das várias coisas que eu gosto de ler/ouvir/assistir nos meus momentos de folga. Drew Struzan foi um desses caras que descobri nesse processo.

Link Youtube

Por uma razão qualquer, resolvi pesquisar quem era o autor da capa do disco Sabbath Bloody Sabbath do Black Sabbath e acabei entrando em contato com esse artista que, literalmente, está com o seu estilo impresso nas nossas memórias e, talvez, muitos de nós sequer saiba que essas peças têm em comum a sua assinatura.

Ele foi o responsável por pelo menos 150 pôsteres de filmes, muitos dos quais devem estar armazenados em algum lugar em meio às suas lembranças da infância.

Suas obras mais famosas são os pôsteres para filmes como De Volta Para o Futuro, Star Wars Edição Especial, Star Wars Episódio I, II & III, Indiana Jones, Blade Runner, Os Goonies, Harry Potter e a Pedra Filosofal, Aventureiros do Bairro Proibido, Hellboy, entre outros.

À partir dos anos 90, com a popularização da arte digital, Drew Struzan passou a colaborar cada vez menos com suas obras. Ele não faz pinturas digitais. Hoje, está aposentado.

É muito bonita uma citação onde ele descreve o sentimento que existe por trás da textura das cores e do contato do artista com a pintura.

"Eu amo a textura da pintura feita de terra colorida, de óleo das árvores e da tela e papel. Eu amo a expressão da pintura que vem de um pincel ou de uma mão manchando o carvão, os pingos de tinta e a umidade da água, o cheiro dos materiais. Me delicio com a natureza mutável de se pintar com a luz da manhã ou na tarde, quando o sol torna a pintura laranjada ou pela luz de velas durante a noite. Eu amo ver, segurar, tocar, cheirar e criar. Meu dom é compartilhar minha vida permitindo que os outros vejam meu coração e espírito por meio de significados tão tangíveis e compreensíveis. A pintura é parte da expressão."

Trabalhar um pôster é imprimir o significado visual de um filme de uma forma tão instantânea quanto carimbar um ícone na mente de uma pessoa.

E, se algum de vocês compartilhar da mesma base cultural que eu, com certeza ele fez isso muito bem com vocês também.

Aqui deixo um jogo: quantos desses pôsteres vocês viram e sabem os nomes dos seus respectivos filmes?

 


publicado em 23 de Outubro de 2012, 19:16
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Volta e meia grava e disponibiliza no Soundcloud. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: