Eu não entendo ela, caramba

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg
image

Antes de mais nada, é importante deixar claro as intenções desse post. Vamos além dos típicos artigos sobre relacionamentos, vamos na verdade caminhar para o entendimento no assunto comunicação entre homens e mulheres.

Quero fazer com que o leitor entenda os porquês da sua mulher falar tanto, por exemplo, e por outro lado, porque afinal a Papo de Homem tem sim leitoras, fazer com que elas a partir de agora entendam como funciona a mente de um homem e porque somos como somos, curtos e grossos.

Segue a situação típica

Bruno e Raquel estavam se preparando para ir a uma festa naquela noite. Raquel havia comprado naquela tarde um vestido novo que demorou para escolher na loja. Portanto, queria estar de acordo e bem atraente, então pegou dois sapatos, um dourado e o outro azul e lançou uma das perguntas que mais deixa um homem confuso:

- Querido, qual desses dois sapatos fica melhor com esse meu vestido novo?

Sem saber muito o que dizer e sabendo que estava encrencado, respondeu...

- Bom, não sei, qual você preferir.

- Como assim Bruno? Me diz, qual dos dois combina mais com esse meu vestido?

Arriscando um qualquer, pra ver se isso o livraria dessa situação toda...

- Hum... o dourado!

- O DOURADO? Ué, mas o que tem de errado com o azul? Você não gostou dele? Paguei caro nele e você não gostou?

Bom, aí não precisa de mais explicações de como ficou Bruno diante dessa situação toda. Cara de desânimo e pensando "se ela já escolheu, porque fica me pedindo opinião?".

casal
Ela de cara virada, ele sem entender nada. Entenda o por quê...

Calma, tem uma explicação

É vero, tem uma explicação. O que acontece nesses casos é que a mulher na verdade já decidiu com qual sapato vai na festa, já tem em mente qual combina mais com o tal vestido que ela passou a tarde inteira escolhendo na loja. Você pode questionar por que ela sequer te pergunta?

A resposta é que ao perguntar ela está tendo uma atitude tipicamente feminina: pensar alto. Ela está pensando alto e o que procura é somente uma confirmação daquilo que acabou de decidir.

Bem simples, não? Para os que continuam enrolados, um exemplo de como lidar com uma situação dessas.

Quando surgir a pergunta "qual sapato devo usar, dourado ou azul?", NÃO RESPONDA. Ao invés de responder, pergunte de volta. A coisa fica mais ou menos assim.

- Hum, qual deles você escolheu?

A mulher, meio sem reação por ter sido pega de surpresa, vai provavelmente dizer qual deles ela estava pensando em usar.

- Bom, eu tava pensando em pegar o dourado.

- O dourado? Hum, porque o dourado?

- Ah, porque o cinto é dourado e o vestido tem uns detalhes dourados também.

E para acabar tudo bem, você, homem, diz que ela vai ficar maravilhosa e que a festa vai ser inesquecível. Mais simples do que você imaginava, não é?

homem
Os tempos mudaram, mas ele continua sendo homem!

Mas enfim, porque nós homens somos mais curtos na fala?

Nós evoluímos como caçadores e não como comunicadores. Os homens das cavernas ficavam calados enquanto caçavam, se comunicando somente entre sinais não verbais para não afastar as presas. O homem é programado para resolver problemas, tem um pensamento analítico.

Enquanto isso, a mulher fala porque gosta. A finalidade de uma conversa entre mulheres é a própria fala, elas querem falar, só isso. O homem entende essa falação como problemas e questões lógicas a serem resolvidas. Sua cabeça quase entra em parafusos com tanta informação.

É aí que os relacionamentos ficam mais difíceis. As mulheres têm a fala como prioridade, querem se expressar e serem escutadas. O homem não entende isso e temos como resposta brigas e discussões.

Colocando em números

As mulheres usam, em média, de 6 a 8 mil palavras por dia, contra de 2 a 4 mil palavras do homem. Fora os de 8 a 10 mil gestos das mulheres contra de 2 a 3 mil dos homens.

Homens são mais curtos, diretos, e caminham sempre para uma solução, enquanto as mulheres querem e sabem falar. Elas enrolam, dão voltas, voltam ao início e quando você acha que estão perto de uma conclusão, vê que ainda não estão nem ainda na metade.

Exageros a parte, e para fechar com chave de ouro, algumas frases que vão fazer você entender TUDO.

A questão é: pedir um omelete.


  1. Me faz um omelete.

  2. Dá pra me fazer um omelete?

  3. Faz um omelete pra mim, por favor?

  4. O que você acha de comermos um omelete?

  5. Ia ser legal a gente comer um omelete, né?

  6. Você quer um omelete?

1, 2 e 3 são pedidos feitos ao estilo masculino, e 4, 5 e 6 ao estilo feminino.

O que eles querem pedir é a mesma coisa, mas pedem sempre de maneira diferente. Porque um é homem e o outro é mulher. Sem machismo, nem nada do tipo, mas são sim diferentes. Cada um com suas vantagens e desvantagens, mas diferentes.

Essa matéria foi realizada se baseando nas explicações e exemplos do livro "Porque o homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?", de Allan Pease / Barbara Pease.


publicado em 13 de Maio de 2008, 10:04
A8d88da94ffd8a48cc20c0fe97b21144?s=130

Breno Spadotto

(Quase) publicitário e apaixonado pelo comportamento humano. Acredita que as coisas só vão para frente se a causa for abraçada: "Take your risks, live your dreams". Pretende escrever de frente para o mar daqui a alguns anos. No Twitter, /@bnospadotto.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: