A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

O FuckMusic.fm está de volta por 69 dias! Aproveite!

Ah... a trilha sonora que embala o sexo.

O ritmo que dá cadencia aos movimentos, cria autonomia às ancas, cadeiras balançam, aumenta a tensão e o tesão. Auxilia a urgência da trepada, mantém o cuidado, o zelo. A música é deleite puro, amplifica o júbilo, ambienta a safada transação que acontece quando se está no meio do jogo, no pré-sexo, o som vai guiar o amorzinho e a putaria, var dar o tom da coisa. Ela dança, você observa, ele te come com os olhos enquanto você impregna toda a sala com aquele ar danado, com essa carinha de menina que sabe o que quer.

As canções vão denunciando todas as intenções mais sujas, começa a busca por sabores e cheiros e suores que colam, que ajudam na fricção dos corpos. Vão-se as roupas, a vergonha, a hipocrisia das palavras codificadas.

Finalmente, acabaram os eufemismos. Tá tudo aberto, como um refrão que sintetiza tudo o que a letra quer dizer. Agora é dar conta, é se lambuzar no pecado original. Já que caímos no conceito dos deuses, há de haver o pleno aproveitamento da culpa em forma de foda homérica. Estamos em meio ao fogo, cercados de todos os julgamentos.

Ao final, tudo é cansaço, fim de carnaval. Todas as sabedorias permanecem ao som que ficou de testemunha da perversão, da catarse sexual. Esperma, sorrisos, cabelos bagunçados, os pés roçando, um beijo ou um banho, a nudez mais íntima, os olhares mais despreocupados. Resta o tamborim ao fundo, fica o sacolejo do groove, as mordidas no tórax e entre as pernas, os suspiros aliviados, retorna a sanidade dos fracos.

Tarada, safado, pilantras. Tudo recomeça quando o cantor ordena -- não em palavras, mas na orgia vocal que devolve todo o desejo de mais uma sacanagem. A língua umedece novamente, as mãos puxam, a cabeça começa a transitar -- uma vez mais -- nas profundezas do não sagrado, ou, para os veem a devoção sob outra ótica, na cerne daquilo que temos de mais sacrossanto.

O sexo.

O FuckMusic.fm voltou

fuckmusic.fm
FuckMusic.fm

Você conhecia o . Gostava dele. recebemos toneladas de pedidos para a volta da ferramenta mais deliciosa que o PapodeHomem já botou no ar.

Ele voltou. Voltou mais gostoso:


  • Temos três playlists diferentes, para três climas diferentes: “Strip”, “Sweet Lovin” e “After Shaggin”;

  • Cada uma delas com um plano de fundo especial;

  • Player bacana, inspirado no player de música do iPad;

  • Nome da música e artista;

  • Tudo isso nos conformes com o ECAD, de modo que os artistas recebam o seu devido.

Aproveite o FuckMusic.fm agora. Ele fica no ar por 69 dias

Graças ao pessoal da Olla, que deu uma força para que o FuckMusic pagasse o que devia ser pago para ajudar casais a fazer tudo mais gostoso.

O site ficará no ar por 69 dias. Mais propício, não dá mesmo.


publicado em 06 de Setembro de 2013, 21:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura