Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O sonho de um garoto obstinado que criou o primeiro carro super esportivo brasileiro

Quão longe você já foi pelos seus sonhos?

Em 1984, o Salão do Automóvel mostrava pela primeira vez um curioso outsider.

Entre as já consagradas da época, com todos os seus engenheiros e estrutura de parques de fabricação, o ousado Hofstetter aparecia, disposto como um foguete pronto para decolar. Seria o momento de glória do primeiro carro super esportivo criado no Brasil. 

Essa história começa em uma garagem, 13 anos antes, fruto da obsessão de Mario Hofstetter, na época com apenas 16 anos de idade.

Toda criança carrega consigo meia dúzia de sonhos que os adultos fazem questão de julgar impossíveis. O sonho de garoto de Mario incluia portas asa de gaivota, corria a até 230km/h e o transformou em uma espécie de lenda do automobilismo brasileiro. O homem que construiu seu próprio carro.

O jovem Mario, mais obstinado que a média dos já teimosos adolescentes, colocou em sua cabeça um objetivo que o engajaria por mais de uma década. "É um lado meio doido que todo mundo tem. Talvez eu tenha o dobro, né?", orgulha-se o atual Mario, do alto dos seus sessenta e poucos.

Ele vendeu um kart que possuía e, com o dinheiro, investiu em ferramentas e em madeira para iniciar o seu ambicioso projeto.

O Hofstetter foi lançado em 1984, no XIII Salão do Automóvel, mas teve sua fabricação iniciada apenas em 1986. Devido ao seu alto custo (era um artigo de luxo, para pouquíssimos), teve apenas 18 unidades fabricadas, além de ter sua distribuição abreviada graças à abertura brasileira às fabricantes estrangeiras. 

Nas palavras do próprio Mario Hofstetter, esse vídeo conta a história do carro e de seu criador.


Link Youtube

Em tempos nos quais temos tanta dificuldade em nos manter focados, é de se admirar toda a determinação de um garoto de 16 anos que se dedicou 13 anos a um único projeto.

E vocês? Qual o mais longe que já foram por um sonho?


publicado em 03 de Setembro de 2017, 00:05
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura