Pelé contra Zidane?

Gol de placa seria a expressão para definir campanha “Core Values” (Valores Essenciais), da Louis Vuitton. Os caras conseguiram juntar Pelé, Zidane e Maradona (pasmem!) numa mesma produção.

O resultado é um vídeo no qual o fenômeno careca francês disputa uma partida de pebolim com nosso ídolo supremo – ps. eu era fera nessa porra de jogo nos meus 10-13 anos.

Maradona faz o papel de cafetão/apresentador narrando o teaser. Chegou-se a dizer que a partida seria entre Zidane e Maradona. Mas Maradona se atrasou muito para as gravações e tiveram que improvisar um novo roteiro pelo visto…

maradona-700
Isso aí deve ser o look do momento nos cabarés de Buenos Aires

Clique aqui pra ver o vídeo.

Detalhe: no site não se consegue ver quem levou a melhor na partida. Você vota ao final dizendo quem deve vencer. No dia 17 de maio eles vão colocar no ar a conclusão do embate.

louis
No momento, o Pelé está perdendo por 1%.

Curti a jogada não só pelo tema futebol, e sim pela abordagem como um todo. Sempre achei Louis Vuitton uma marca mulherzinha. Continua não sendo minha cara, só que agora subiram vários pontos na escala saco-roxo de estilo.

Abaixo, outras pessoas que já fizeram parte da campanha “Core Values” – Keith Richards, Sean Connery, Mikhail Gorbatchiov e Francis Ford Coppola.

(Todas fotos de divulgação feitas por Annie Leibovitz para a Louis Vuitton.)

zidane_291_499
keith
sean

E não, isso não é um post patrocinado. É mais a linha de conteúdo de estilo que alguns de vocês andaram nos pedindo pra ver mais por aqui. Vamos ver como recebem.

UPDATE:

O vídeo da campanha "Core Values", dica da @veronicagunther


publicado em 25 de Abril de 2010, 23:38
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura