3 receitas de sucos nutritivos para incorporar no dia a dia

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Você já chegou em casa exausto, abriu a geladeira e se deparou com nada, absolutamente nada? O que você fez? Encontrou um miojo e mandou bala? Comeu aquele resto de arroz sem gosto com um pedaço de carne já borrachento? Foi dormir com fome porque desistiu da cozinha ou, pior, comeu a primeira besteira que encontrou pela frente?

Se bem que, vamos falar a verdade, só tinha cerveja e você tomou uma pra enganar a fome, afinal é carboidrato! É, sou dessas.

Gosto de cozinhar, mas gosto de fazer isso pro amorzinho vez ou outra, pros amigos, pra minha sobrinha. Cozinhar pra comer sozinha me faz pensar na louça que vou ter de lavar, também sozinha. Mimo feio, eu sei. E por não comer besteira quase nunca, de duas, uma: ou jantava fora e me fodia com a conta no fim do mês, ou dormia com fome. Sem contar os dias nos quais eu trabalhava em casa e acabava almoçando qualquer coisa também. Época nada saudável.

O desastre nutricional teve seu ápice quando fiquei anêmica. Deficiência de ferro das feias por mais de um ano e efeitos colaterais preocupantes. Eu tinha que complementar a minha alimentação com o que faltava e a indicação número um era comer mais folhas verdes escuras. Mas a quantidade que eu precisava não rolava, não tinha santo que me fizesse comer um prato inteiro de rúcula por dia. E carne, por outros motivos de saúde, só posso comer uma vez por semana. O remédio pro ferro também não vingou. Zica.

A descoberta

Com o meu médico já surtando, fui achar a saída no Instagram do amigo Pedro Sorrentino.

Eu demoraria umas duas semanas pra comer tudo que tem de verde aí

O Pedro já tinha comentado comigo sobre essa dieta com sucos, e já não era a primeira foto que eu via. Ele deu a dica, e lá fui eu procurar. Achei o site JuiceMaster.com e me apaixonei pelo garoto-propaganda Jason Vale.

Link Vimeo | Uma lição pra vida, literalmente

Conforme eu lia e via os vídeos, comprei uma centrífuga pela internet e estava decidida a começar assim que a bendita chegasse. A quantidade de nutrientes que eu ingeria normalmente não era ⅓ da quantidade que o Jason sugeria com a dieta semanal de sucos. Que mal aquilo poderia me fazer? Estariam meus problemas resolvidos e eu livre de lavar panelas?

O maravilhoso mundo dos sucos

Falei com a minha nutricionista e ela disse que, aparentemente, uma semana só tomando sucos não parecia saudável. Falei com o meu médico, que segue a linha Ayurveda, e ele me incentivou a fazer o teste.

O legal foi que, por coincidência, o tal Jason Vale começou uma campanha mundial pela “Maior Dieta Detox de Suco do Mundo”. E foi assim que eu comecei a minha semana, seguindo o passo-a-passo dele, recebendo incentivos por email e avisos dos possíveis efeitos colaterais (dor de cabeça e cansaço nos primeiros 3 dias). Aquilo foi ponto chave para que eu não desistisse e entendesse o que estava acontecendo no meu organismo.

Para quem duvidou, aí está

O Eduardo Amuri ficou sabendo da minha dieta e duvidou que eu estivesse tomando suco verde. Toma essa!

Todos os sucos são deliciosos, sem brincadeira. E tinham complementos alimentares também, como clorofila e spirulina nas receitas. Esta última eu acredito ser peça essencial da dieta pois serve como substituto para carne e tem alto valor nutricional.

Uma semana de suco se passou e eu estava radiante, uma energia sem fim, contente, com uma pele linda, me sentindo muito bem, acordando antes do relógio tocar, acelerada como se tivesse tomado energético.

Mas que tipo de suco?

Boost Juice

Para preparar este suco você vai precisar de:


  • 2 maçãs do tipo Golden Delicious ou Gala;

  • 1 punhado de broto de alfafa;

  • 1 punhado de agrião;

  • 1 punhado de salsa;

  • 1 punhado de couve;

  • 1 punhado de brocolis;

  • 1 fatia de abacaxi de 1,5 cm de altura;

  • 1 shot de clorofila (pode ser daquela congelada ou uma colher de sopa da versão em pó).

O modo de preparo é simples. Coloque tudo na centrífuga, alternando aquilo que é mais “sucável” com aquilo que é mais seco. Por exemplo: maçã, coisas verdes, abacaxi, clorofila e a última maçã. Põe gelo e manda bala.

Super Chute Juice

Para este suco os ingredientes são:


  • 2 maçãs do tipo Golden Delicious ou Gala;

  • 1 fatia de cenoura com 2,5 cm de altura;

  • 1 caule de aipo (tire as folhas);

  • 1 punhado de folhas verdes diversas misturadas (tipo salsa, agrião, espinafre, escarola etc);

  • 1 fatia de pepino de 2,5 cm de altura;

  • 1 caule de brocolis de 2,0 cm;

  • 1 punhado de broto de alfafa;

  • 1 fatia de beterraba de 1 cm de altura ou menos;

  • 1 fatia de abobrinha de 1,5 cm de altura;

  • 1 fatia de limão siciliano de 1 cm de altura;

  • 1 pedaço de gengibre, tipo uma bola de gude.

O modo de preparo é igual ao suco anterior. Coloque tudo na centrífuga, alternando aquilo que é mais “sucável” com aquilo que é mais seco. Por exemplo: maçã, coisas verdes, abacaxi, clorofila e a última maçã. Cheers!

Lemon-Ginger Zinger

Ingredientes:


  • 2 maçãs do tipo Golden Delicious ou Gala

  • 2 cenouras

  • 1 pedaço de gengibre, tipo uma bola de gude

  • 1 fatia de limão siciliano de 2,5 cm de altura

Este é o mais fácil de todos. Põe tudo na centrífuga e adicione gelo. Pronto! E esse parece uma sobremesa, de tão doce que é.

Algumas dicas para começar

As receitas são infinitas, com objetivos variados: perder peso, fortalecer sistema imunológico, energia, acalmar, etc. É a fármacia da natureza, basta persquisar. Bem isso, bem hippie mesmo. E aqui vão mais algumas dicas:

1. Se puder, compre tudo orgânico. Em média você vai gastar de 10 a 15% a mais.

2. Não deu pra ser orgânico? Sussa. Lave tudo muito bem (sempre) e tire a casca do abacaxi, limões (deixando a parte branca), cenoura etc. Tudo aquilo que pode ter tido muito contato com agrotóxicos.

3. Haverão dias que a sua geladeira vai estar cheia de pedaços de coisas. Use o bom senso e crie seu próprio suco, misturando as sobras e evitando desperdícios.

4. As medidas (2 cm de altura, 2 maçãs, 1,5 cm de pepino) não são regra. Tem algum ingrediente que você curte mais? Pode adicionar mais, sem problemas.

5. Sucos muito verdes, como o Boost Juice, devem ser ingeridos lentamente. Degustando. A digestão começa na boca, com as bactérias. Tomar de uma vez só vai causar desconforto estomacal.

6. Eu adoro limão, coloco em todas as receitas. Seja aquele verde tradicional, seja o siciliano.

7. O bagaço que sobra na centrífuga pode virar bolo. É fácil de fazer e é muito bom!

8. Se você tiver cachorro, misture umas 2 colheres de sopa do bagaço na ração dele.

9. E se estiver a fim, misture uma ou duas colheres de sopa do bagaço no seu suco. Aproveitando mais ainda os nutrientes.

10. Não tem como ficar fazendo os sucos durante o dia? Tudo bem, faz tudo de uma vez só de manhã e leva em garrafas pra tomar durante o dia. Se puder, deixe na geladeira.

11. Nunca coloque açúcar. No máximo uma maçã ou cenoura a mais.

12. Cuidado com aquelas folhas muito amargas tipo rúcula e agrião. Exagerar nelas no mesmo suco pode dar errado.

13. Antes de tomar o suco, lave a centrífuga e liquidificador. O suco vira recompensa por ter deixado a cozinha limpa.

14. Um copo bacana transforma seu suco em um mini troféu. Compre um par daqueles grandes e lustrosos. É outra experiência!

15. Dias muito quentes, daqueles que não dão nem vontade de comer, pedem por comida refrescante. Estes sucos caem como luva. E só por causa deles, eu sobrevivi ao carnaval do Rio de Janeiro.

16. Avocados, parente do abacate, são um benção da terra. Segundo o Jason Vale, uma pessoa pode viver comendo apenas isso. Mas oh, você faz o suco na centrífuga e por último bate com o avocado no liquidificador. Não pode por o avocado na centrífuga! Entendeu?

E depois da experiência, como ficou?

Como nem só de suco vive uma pessoa, com instrução médica, armei o próximo passo. Todos os dias eu tomo esses sucos, mas substituindo no máximo três refeições diárias, das seis recomendadas para uma pessoa de hábitos “normais”. Esportistas profissionais precisam de outro acompanhamento, Zé!

E pelas minhas pesquisas na internet, vi que os homens tomam um suco a mais (totalizando sete refeições) antes de fazer exercício físico. Tem que ser tipo o suco Turbo Express, que tem avocado, por ser mais calórico.

Link Youtube | Meu favorito e fica pronto em 5 minutos. Melhor que lasanha de microondas

Há dias nos quais substituo os lanches da tarde, dias que substituo somente o jantar (aquela refeição que sempre me dá preguiça de fazer). E uma vez por mês, faço a semana inteira, comendo apenas uma refeição “normal” por dia (almoço ou jantar).

A lista de compras é fácil, preparar os ingredientes mais ainda. Lavar a juicer leva dois minutos e o liquidificador, outros dois. Se você tiver um iPhone ou um Android, baixe o app. Caso contrário, tem a versão impressa nas livrarias também. Tem outros aplicativos com várias receitas, outras dietas e também para outras metas físicas. É mamata, não tem do que reclamar. E depois de tudo isso, sabe do melhor? Adeus, anemia.

E aí, topa uma semaninha de suco para repor os nutrientes?

* * *

PS: Vale salientar que eu não tomo refrigerante há mais de 6 anos, não tomo café, não tomo leite e evito os derivados ao máximo há quase dois anos. Sempre opto pela versão orgânica dos alimentos, também não me entupo de sucos cheios de conservantes, não sou viciada em doces, (quase) não como proteína animal de noite, remédio só se for floral ou homeopatia, faço oil-pulling todos os dias ao acordar e, antes de comer de manhã, tomo meio copo de água morna com limão. E, quer saber? Vale a pena. É meio xiita? É. Mas hoje não tem McDonald’s que me convença a abrir mão desse bem-estar constante. Quer dizer, só a caipirinha no fim de semana que ainda me corrompe.


publicado em 19 de Março de 2013, 12:42
File

Verônica Gunther

Sofre de Wanderlust agudo, e faz de tudo nessa vida pra continuar assim. Já trabalhou com moda, marketing, social media e agora acha que é redatora de UX (oi?). Viciada em psicologia da felicidade, fundou a Usina da Forma com uma galera e tem como propósito a felicidade em rede. Stalkeie por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: