A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

É imoral comemorar o dia dos namorados

É imoral comemorar o dia dos namorados do jeito que temos feito — presentes, jantares, flores, motel... Tudo embrulhado com romantismo.

Ora, ao fazê-lo, reificamos pelo menos duas das mentalidades mais danosas desse tempo: o consumismo (atrelamos também a relação a um padrão de consumo e de mercado) e a glamourização e idealização romântica dos relacionamentos amorosos.

Claro, celebrar não é o problema, de forma alguma. E boto fé que celebrar de um jeito esperto pode ser bem mais benéfico pra cultura (e para as relações) do que simplesmente negar e xingar o dia dos namorados, as datas comerciais e o consumismo, o mito do amor romântico, os processos de glamourização...

Uma+das+opções+para+chamar+a+atenção+do+cliente+para+esta+data+são+as+promoções+exclusivas+para+o+Dia+dos+Namorados.+

Agora, note que curioso: já não é fácil imaginar como seria uma celebração do dia dos namorados que não envolvesse algum tipo de consumo especial e romantismo. Essa dificuldade para visualizar alternativas é a própria evidência do quanto estamos bem encaixotados.

Mais:

E uma proposta de ativismo: que tal usarmos os comentários para compartilhar boas ideias de celebração das relacões?

* * *

Nota dos editores: esse é um post despretensioso, um formato rápido com o qual pretendemos experimentar para compartilhar com vocês ideias e recomendações que valem sua atenção.


publicado em 12 de Junho de 2014, 08:01
Ww jpg

Fábio Rodrigues

Trabalha em espaços onde se pode aprender como melhorar as relações, cultivar o mundo interno e florescimento humano — sem oba-oba, com os pés no chão do cotidiano. Coordenador do lugar, tutor no CEBB Joinville, professor do programa Cultivating Emotional Balance, artista visual, pai do Pedro.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura