A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

O que ninguém fala sobre a realidade dos lutadores? – uma breve conversa com Yasin Mengüllüoglu

Yasin Mengüllüoglu conduziu, junto de Fabio Rodrigues, um encontro pelo lugar focado em artes marciais ao final do ano passado.

Ele é turco, mora na Alemanha, e tem uma trajetória longa e bastante impressionante.

Iniciou em 1989 com Jiu Jitsu e Tae Kwon Do, treinou Wing Chun dedicadamente por 20 anos como aluno direto do Dai-Sifu Emin Boztepe, Dai-Sifu Tassos e Grão Mestre Leung Ting. A partir de 2003 iniciou suas viagens para a Tailândia, onde engajou-se no treinamento em Muay Thai, para Los Angeles, Miami e Las vegas, onde treinou MMA com os times Nogueira, Wanderlei Silva e Rafael Cordeiro, e para Cuba, para aprimorar suas habilidades em boxe e wrestling.

Além de sua jornada como artista marcial, Yasin foi campeão alemão e vice campeão europeu de MMA, e atuou como segurança do Rei Al-Saud da Arábia Saudita, entre as tantas outras experiências que constam no seu vasto curriculum.

Agora ele retorna ao Brasil para realizar um novo seminário de forma independente. Estive trocando alguns emails com ele e resolvi compartilhar parte de nossa conversa por aqui, deixando um convite aberto a todos.

Yasin lutando, treinando e conduzindo uma prática
Yasin lutando, treinando e conduzindo uma prática

1. Quando tempo demora pra se formar um campeão?

A resposta real é que não há medida de tempo certa, por que é algo individual. Primeiro, o talento de cada pessoa é determinante. Em seguida vem a dedicação e intensidade dos treinos, a qualidade das inteligência nos treinos. Tudo isso se conecta ao processo de aprendizado físico e psicológico do lutador. Então muitos fatores importam, mas creio que um mínimo para se tornar bom são 2 ou 3 anos, e para se tornar campeão algo como 7 anos ou até o fim de nossa vida.

2. O quanto de dor física envolve ser um lutador profissional?

Diria que ser um profissional é bastante duro. Por que você sempre treina sob muita pressão e muitas vezes se machuca. Mesmo eu sempre treino como um lutador se preparando para uma luta e muitas vezes me machuco em alguns sparrings pesados. Você acaba tentando experimentar coisas novas e é frequente se machucar.

Mas diria ainda que é bastante duro não só fisicamente, mas também psicologicamente. Quando ele é nocauteado ou derrotado, dói em sua alma e sua mente.

3. Como um lutador se sustenta quando não recebe grandes prêmios?

É difícil. Diria que a maior parte dos lutadores treinam menos quando não possuem lutas. E muitos não lutam quando não há dinheiro ou fama. Cada vez menos lutam por realmente compreender as artes marciais. Estudar isso era meu objetivo. Mas hoje 95% das pessoas lutam mesmo é por fama e dinheiro.

4. Como você conseguiu sua primeira luta profissional?

Então, normalmente quando você treina numa academia os professores propõem lutas para os alunos, quando isso faz sentido. Mas minha situação foi bem diferente. Eu nunca tive um professor, mas sempre treinei muito. Após muitos anos de treino, estava navegando na internet e vi uma grande publicidade para um campeonato alemão de MMA, no formato GP 8. Escrevi perguntando se poderia participar e acharam que eu era um azarão, um lutador desconhecido, e me deixaram lutar contra os melhores da Alemanha.

Venci todas minhas lutas em uma noite e fui campeão. Graças à Deus não levei nem um soco, foi um dia muito especial. Esse é o vídeo da final contra o campeão na época, o nocauteei em 3 segundos.

5. O que você gostaria de saber sobre ser um lutador profissional quando era mais jovem, mas levou anos até compreender?

Quando era jovem, praticava muitos estilos de artes marciais diferentes. Sempre havia torneios para diferentes artes, como judô, wrestling, muay thai. Não havia quase nada de MMA ou ligado a situações mais reais de luta.

Muitos anos se passaram até que eu conhecesse o MMA e vivesse muitas outras experiências nas artes marciais até que hoje, finalmente, entendo e ensino somente as técnicas efetivas aos meus alunos. Assim eles não perdem tempo e podem se tornar melhores e mais eficientes com mais rapidez.

6. O que ninguém fala sobre a realidade dos lutadores?

O problema hoje é que a maioria dos lutadores e equipes se esquecem do real caminho das artes marciais. Eles tentam vencer e esquecem os aspectos mais importantes.

A maioria toma testosterona e outras drogas pra se tornar mais forte e agressivo, não sentir tanta dor. Isso é mentir para si mesmo. No fundo, você sabe que isso não é o correto. Mas eles se esquecem e pensam apenas em fama e dinheiro.

Um verdadeiro artista marcial vence a luta contra si mesmo, em seu interior.

Suas emoções, medos, pensamentos e energia são o real inimigo. Se você não tem um inimigo dentro de si, não terá um fora. Então esse é o caminho pelo qual começa o trabalho, com você mesmo. Para transformar corpo e mente em um, por meio do bom treino.

Mais sobre Yasin:

Link YouTube

Seminário de artes marciais com Yasin em São Paulo, dias 18 e 19/10 agora [últimas vagas]

image

 

Interessados em se inscrever devem enviar email para sejaaguabrasil@gmail.com .

Grande abraço, pessoal!


publicado em 15 de Outubro de 2014, 13:24
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura